Header Ads

ad

Sem medo dos juros altos, Eletro Shopping busca primeiro bilhão em faturamento

Por Lara Holanda, especial para o Blog de Jamildo Em tempos de retração de vendas com a desvalorização do dólar e juros altos, a Eletro Shopping segue no caminho do crescimento, assim como Pernambuco, que vem crescendo mais que o Brasil. Há oito anos funcionando em Paulista, a Eletro Shopping inaugurou seu novo Centro de Distribuição nesta sexta-feira (29) e já anunciou a sua expansão. O presidente da rede, Richard Saunders, avalia que a crise econômica nos Estado Unidos não afeta os planos da rede, que agora faz parte da Máquina de Vendas do Nordeste. "Sentimos uma retração nas vendas por conta dos juros altos, mas não repassamos para nossos consumidores os custos e ainda assim nossa margem de lucro é positiva. A expectativa é que este ano o faturamento apenas da Eletro Shopping seja de R$ 930 milhões." Saunders explicou também a escolha de Paulista, litoral norte do Estado, para instalar o CD da Eletro Shopping. Apesar de Suape, no litoral sul, representar a região de maior desenvolvimento no Estado atualmente, o grosso dos produtos da Eletro Shopping chegam por caminhão, e não por cabotagem - através de navios. "Hoje tem chegado muito produto da linha branca, como geladeira e máquina de lavar, por Suape. Mas Paulista ainda tem uma posição estratégica melhor para recebimento e distribuição de nossos produtos. Cerca de 90% das mercadorias chega e sai do CD por caminhão." A maior parte dos eletroeletrônicos, como TV e DVD, e de produtos de telefonia e informática chega de Manaus. E os móveis são de fábricas locais e também do Rio Grande do Sul e do Paraná. Novo Espaço Nesta sexta-feira (29), a Eletro Shopping fez a inauguração oficial de seu novo Centro de Distribuição em Paulista, que começou a operar há 90 dias e que agora está operando 100%. Com 23 mil metros quadrados e um investimento de R$ 25 milhões, o CD conta com um galpão de 23 mil metros quadrados. Durante a coletiva, o presidente da Eletro Shopping, Richard Saunders, também anunciou a ampliação do espaço, que deve ganhar mais 20 mil metros quadrados e um investimento de R$ 15 milhões. A previsão é que a ampliação esteja concluída até abril de 2012. No espaço de 23 mil metros quadrados, o CD comporta 36 mil posições pallets (para se ter ideia, cada pallet comporta cerca de 50 cadeiras ou 60 ventiladores) e capacidade para armazenar até 30 mil aparelhos entre refrigeradores e máquinas de lavar na linha de blocados. O novo espaço que será construído deverá comportar entre 35 e 40 mil posições pallets. Em média, chegam 25 carretas por dia com produtos para estocagem no novo CD. E 85 caminhões saem do CD diariamente para serem distribuídos nas lojas da rede. Saunders ressalta que O objetivo é o CD se tornar um ponto de distribuição para todo o Nordeste, contando também com atendimento ao consumidor, área de segurança e armazenagem de produtos de alto valor agregado, como celulares e notebooks, aponta Saunders. "Aqui temos um melhor controle do estoque, menos avarias e um aumento de produtividade." O antigo CD, também em Paulista, continuará em atividade, mas vai comportar a loja ponto com, a assistência técnica e o cross docking - processo de distribuição onde a mercadoria recebida é redireccionada sem uma armazenagem prévia. A ampliação do CD justifica-se pelo crescimento da empresa. A nova etapa vai servir de sede da Máquina de Vendas Nordeste, que abrange as marcas Eletro Shopping, a Credieletro e a Exclusive Line e também é presidida por Saunders. Funcionando 24 horas por dia, o novo CD conta com 300 empregados. E a expectativa da Eletro Shopping é que esse número chegue a 600 após a ampliação. Quanto à mão de obra do antigo CD, Saunders descarta a possibilidade de demissão. "Pensamos até na realocação de pessoal, compramos mais caminhoes e devemos contratar mais gente." Ao total, a Eletro Shopping possui 4 CDs, pois o de Sergipe foi fechado este mês. Além do CD PE, que será o distribuidor do Nordeste, os CDs de Alagoas, Paraíba e Ceará servirão como centros de apoio para atender mais rápido os consumidores. A Eletro Shopping recebeu incentivos fiscais do Prodepe, além de incentivos do município de Paulista, como isenção de IPTU e ISS. Este ano, o faturamento da Eletro Shopping é de R$ 930 milhões, valor que deve se somar à previsão de R$ 1,95 bilhões da Máquina de Vendas Nordeste. E o faturamento total previsto para a Máquina de Vendas Nordeste e a Máquina de Vendas Brasil - holding formada pelas bandeiras Insinuante, Ricardo Eletro e City Lar - é de R$ 7,2 bilhões este ano.
Postar um comentário