Daniel Paulista: 'O Sport vai estar sempre em meu coração' - Portal Muito Mais - O seu portal de notícias!!!

ÚLTIMAS DO PORTAL

test banner

Post Top Ad

11 de dezembro de 2011

Daniel Paulista: 'O Sport vai estar sempre em meu coração'

Depois de quase quatro anos no Leão, volante não renovou contrato e se despediu. Mas ressaltou seu amor pelo clube rubro-negro

 

Daniel Paulista brilhou com a camisa do Sport
(Foto: Aldo Carneiro)
Ele foi ídolo, ficou na história do Sport, mas, agora, dá adeus ao Leão. Aos 29 anos, o volante Daniel Paulista encerrou um ciclo de quase quatro anos vestindo a camisa rubro-negra. O contrato do volante, que teria fim no mês que vem, não foi renovado e Daniel se desligou do clube no qual caiu nas graças da torcida e levantou títulos importantes, como a Copa do Brasil de 2008. O namoro com o clube terminou, mas Daniel fez questão de ressaltar o seu amor pela agremiação vermelha e preta.

– Só tenho a agradecer ao clube e à torcida. O Sport vai estar sempre no meu coração. Mas agora, tenho que seguir com a minha carreira - despediu-se o jogador.

Daniel desembarcou na Ilha do Retiro no ano de 2008. Na época, recém-adquirido após passar pelo rival Náutico, o volante chegou sob olhares de desconfiança da torcida. Mas as atuações com garra e disposição dentro de campo logo fizeram o atleta ser ovacionado pela nação rubro-negra. No primeiro ano defendendo o escrete da Praça da Bandeira, o jogador deu seu cartão de visitas: foi uma das peças fundamentais do então treinador Nelsinho Baptista na conquista da Copa do Brasil, sem esquecer do título do Campeonato Pernambucano daquele ano, que representou o tricampeonato estadual do clube.

No mesmo ano, o destaque dentro das quatro linhas chamou a atenção do futebol europeu. O Rapid Bucareste, da Romênia, comprou o volante junto ao Sport e Daniel se despediu da torcida rubro-negra. Com o dinheiro da venda – aproximadamente R$ 2 milhões – o clube conseguiu efetivar a compra do terreno para construir o Centro de Treinamento, hoje um dos grandes patrimônios do Leão.
 
Mas o destino não distanciou de vez o volante do escrete pernambucano. Por problemas de atraso de salários, Daniel se desligou do clube romeno e conseguiu sua liberação no final de 2008. O destino de volta? De novo, o Sport Club do Recife. Desta vez, para comandar o time numa competição internacional, a Libertadores de 2009, na qual o clube pernambucano terminou como a "sensação" da primeira fase da competição e só caiu nos pênaltis, para o Palmeiras, nas oitavas de final. Além disso, mais dois estaduais (2009 e 2010) foram postos na conta de Daniel, o que o tranformava no mais novo ídolo recente do Rubro-negro.

Porém, as últimas temporadas não foram como o volante esperava. Lesões seguidas no joelho e no tornozelo o fizeram perder espaço no grupo. Pior, a passagem pelo DM fez o jogador ficar aquém do seu desempenho e longe do time titular.

Dedicação
 
sport (Foto: Elton de Castro/GloboEsporte.com)
Após conquista do acesso, Daniel foi ao aeroporto
recepcionar companheiros (Foto: Elton de Castro)
– Sempre fiz o melhor para ajudar o clube dentro de campo. Mas as lesões que tive foram complicadas. Mesmo assim, me recuperei e estava treinando normalmente. Foi por uma questão de trabalho mesmo que acertamos a não renovação. O clube não estava interessado, cada um segue seu caminho agora – comentou o volante, que, apesar de colocar um ponto final no ciclo de 144 jogos com o Sport, disse não guardar mágoas.

– Entrei em acordo amigável. Não teve nenhum problema. Foram quatro anos de basicamente muitas conquistas, tenho a sensação de dever cumprido e ainda mais consegui ajudar o Sport a voltar para a Primeira Divisão – enfatizou o jogador, que teve sua última partida com a camisa rubro-negra no dia 27 de setembro, quando o Sport foi derrotado pelo Criciúma por 1x0.

A torcida



Daniel manteve uma relação de idolatria com a torcida rubro-negra em sua passagem pelo Sport. E isso não ficou restrito aos momentos de triunfos. O apoio das arquibancadas veio principalmente nas situações complicadas que o jogador passou dentro do clube.

– A torcida sempre foi minha companheira. Ela me incentivou e me apoiou a todo o momento, até quando estava no tempo das minhas duas lesões. Saio daqui com a cabeça erguida e sei que o torcedor lembrará meu nome na história do Sport. Deixei uma marca aqui.

Novo clube

De acordo com o jogador, a espera agora é por novos contatos. Daniel Paulista afirmou que continuará no Recife até o final deste ano esperando escutar propostas de outros clubes interessados em seu futebol.

– Não recebi nenhum contato ainda porque foi muito recente. Vou ficar no Recife até as festas de final de ano e depois volto para a minha terra natal, Ribeirão Preto (SP). Fico no aguardo do contato dos clubes. Como disse, estou recuperado e treinando normalmente.

Até mais
 
Daniel Paulista, volante do Sport (Foto: Lula Moraes / GloboEsporte.com)
Lesão atrapalhou volante no Sport
(Foto: Lula Moraes)
 
Daniel se despediu, mas fez questão novamente de agradecer a temporada que passou no Sport. Segundo o jogador, os laços com o clube seguirão, mesmo que ele não entre em campo mais com a camisa rubro-negra.

– Agradeço a todos os funcionários do clube e aos amigos que fiz durante esse tempo. Ao torcedor, obrigado pelo carinho e atenção. Tenho certeza que fiz uma história aqui no Sport e isso é o que fica – finalizou o volante.

 

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner