CHAMINÉS DE PAULISTA VIRAM PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE PERNAMBUCO - Portal Muito Mais - O seu portal de notícias!!!

ÚLTIMAS DO PORTAL

test banner

Post Top Ad

13 de fevereiro de 2012

CHAMINÉS DE PAULISTA VIRAM PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE PERNAMBUCO

Paulista deu mais um passo decisivo na formação da história nordestina. O município promoveu nesta terça-feira (09.02) o tombamento do conjunto das chaminés das antigas fábricas da Companhia de Tecidos Paulista da família Lundgren. As quatro torres, sendo três na Fábrica Aurora e uma na Fábrica Arthur, passam a integrar oficialmente a lista do Patrimônio Histórico de Pernambuco. Os monumentos têm cerca de 75 metros de altura cada um.

A cerimônia foi realizada na velha Fábrica Arthur, área central da cidade. A iniciativa é resultado de entendimentos selados entre Prefeitura, ACLF Empreendimentos, Companhia de Tecidos Paulista, Grupo Nilson Lundgren, Conselho Estadual de Cultura, Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e membros da família Lundgren. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) também foi responsável pela concretização do projeto. Durante a solenidade foi anunciada a aprovação do Projeto de Lei 004/2012 de autoria do vereador Tonico, que propõe a posição da chaminé da Fábrica Arthur, na PE-15, como o marco zero de Paulista. O projeto segue, agora, para sanção do prefeito Yves Ribeiro. 

Antes das chaminés, o antigo casarão da Família Lundgren, situado em frente à Praça João Pessoa, também no Centro, já havia sido tombado pelo Conselho Estadual de Cultura. O presidente da instituição, Marcus Accioly, adiantou que já vem trabalhando no sentido de incluir a Igreja Matriz de Santa Isabel na lista de monumentos tombados.

O prefeito Yves Ribeiro destacou a importância da família Lundgren para a história da cidade. “Ainda no século XX, Paulista foi decisiva na economia do Nordeste com sua produção têxtil. E nós devemos muito aos operários que por aqui passaram”.Estiveram presente ainda os vereadores Tonico/PSB, Silvio Moura/PCdoB e Fabiano Paz/PSDB, o secretário Jorge Carreiro/PCdoB representou os demais presentes.

NOVO SHOPPING- O diretor da ACLF Empreendimentos, Avelar de Castro Loureiro Filho, além de expressar em seu pronunciamento, que Paulista deve continuar investindo na preservação de seu patrimônio cultural, destacou que a cidade vai avançar na sua autonomia financeira. Ele se refere ao “boom econômico” que Paulista deve passar com a construção de um shopping. “O equipamento já vai nascer maior de que o Tacaruna”, assevera o empresário, que será responsável pelo empreendimento.





Postar um comentário

Post Top Ad

test banner