Dirigente coral fala sobre chegada e saída de jogadores - Portal Muito Mais - O seu portal de notícias!!!

ÚLTIMAS DO PORTAL

test banner

Post Top Ad

4 de junho de 2012

Dirigente coral fala sobre chegada e saída de jogadores


O diretor de futebol do Santa Cruz, Constantino Júnior, apresentou oficialmente na tarde desta sexta-feira (1), o zagueiro Diego Bispo como novo reforço do Tricolor para a disputa da Série C do Campeonato Brasileiro. O anúncio aconteceu na sala de entrevistas do Arruda, para a imprensa pernambucana. Segundo Tininho, Bispo já é muito conhecido do público.
“Dando sequência às nossas contratações visando o Brasileiro da Série C, nós estamos anunciando Diego Bispo, que é um zagueiro conhecido de todos e dispensa apresentações, pois estava no clube do Náutico desde muito cedo. É um zagueiro que apesar de muito jovem, já jogou uma Série A, em 2009, e sempre que foi solicitado deu conta do recado”, anunciou.
O dirigente tricolor ainda declarou que o jogador era o plano B do Mais Querido. Segundo ele, a diretoria coral estava em busca do zagueiro Alemão, do Salgueiro, que foi eleitou o melhor zagueiro do Campeonato Pernambucano 2012. Entretanto, o jogador tem contrato com o Carcará até 2015 e isto foi respeitado pela direção tricolor.
“Nós tínhamos outros atletas com estas características do Diego, porque a gente queria um zagueiro com estilo de xerife e outro de velocidade. Nós tivemos uma negociação com o Alemão, do Salgueiro, mas ele tem contrato longo e a gente respeitou isto. Mas o Bispo tem habilidade, é forte, chega junto, tem velocidade e um bom jogo aéreo”, disse.
LÉO
A respeito da situação do volante Léo, que não teve muitas oportunidades no time titular do Santa Cruz durante o Campeonato Pernambucano, Tininho garantiu que o atleta continua fazendo parte dos planos corais para a Série C. Ainda de acordo com o dirigente, o clube não recebeu nenhum tipo de proposta para emprestar o jogador.
“Não apareceu nada para a gente. O Léo é um ótimo jogador, que tem muita qualidade e diferenciado. A imprensa já o tirou diversas vezes do Arruda, mas o atleta nunca saiu, a não ser quando ele foi para o Botafogo, quando ele jogou a primeira divisão e agradou”, afirmou o diretor de futebol tricolor.
GEÍLSON
Outro questionamento que surgiu sobre o elenco coral foi sobre o atacante Géilson, que esteve ausente da movimentação desta sexta-feira (1). Segundo o dirigente, o atleta vai ao Paraná para resolver assuntos particulares, que dizem respeito a um ex-clube do jogador, o qual tem algumas dívidas com ele.
“O Geílson teve a nossa permissão para viajar para uma audiência na Justiça do Trabalho do Paraná. A esposa dele veio e mostrou a documentação, apesar de eu não ter exigido. Ele solicitou a mim e ao Zé. Eu estou tranqüilo, porque entendo que o atleta está correndo atrás de seus direitos, em uma questão de salário que não foi pago”, falou o dirigente.
Tininho ainda garantiu que o atleta não preocupa, já que surgiram boatos de que ele estaria insatisfeito no clube, por não ter oportunidade. Segundo ele este tipo de situação é normal quando o clube realiza contratações, mas por enquanto, Geílson permanece como atleta coral e faz parte dos planos para a série C.
“Eu garanto, até segunda ordem, porque o atleta nos interessa, pois tem força e pegada. É lógico que quando a gente começa a contratar e injetar mais jogadores no elenco, sobra para os jogadores que estão tendo pouca oportunidade, que é o caso dele, que é um grande medalhão para o nosso elenco. Mas a gente está muito tranqüilo”, declarou Tininho.
SÉRIE C
Sobre a atual situação da Série C do Campeonato Brasileiro, que continua pendente e, inclusive, surgiu a informação de que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), já está trabalhando com a possibilidade de não haver mais a competição, o diretor disse que o departamento de futebol do clube continua trabalhando normalmente.
“A situação de momento é que a gente, como diretor de futebol, tem que estar motivando os nossos atletas, deixando-os tranquilos. Então não tem nada de incerteza. A gente acompanha esta situação jurídica, que passa da nossa esfera, mas a gente tem que dar tranquilidade ao elenco e continuar reforçando o time, passando tranquilidade”, informou o diretor coral.
ADMINISTRAÇÃO
Constantino Júnior fez questão de elogiar o presidente executivo do clube, Antônio Luiz Neto, que vem fazendo uma excelente administração no Mais Querido, ao ponto de que o clube está sem disputar partidas oficiais há quase um mês e, ainda assim, continua com o lado financeiro em ordem.
“Eu tiro este chapéu para o presidente Antônio Luiz Neto, que tem todos os méritos desta ótima administração. É importante que nesta hora o torcedor e o sócio se mobilizem e se sensibilizem com a situação difícil que o clube vem vivendo, de não poder jogar. Ainda assim, nós estamos honrando os compromissos com todos os atletas e funcionários”, complementou.
VICTOR HUGO
Ele também falou sobre o meia Victor Hugo, que está passando por um período de testes no Arruda, sob a orientação do técnico Zé Teodoro. De acordo com Tininho, o atleta saiu do clube de uma maneira irregular e, caso volte a defender as cores do Mais Querido, vai ter que ceder metade dos seus direitos econômicos ao clube.
“Nós vamos esperar. O Victor está desenvolvendo bem o seu trabalho. Ele saiu daqui de maneira facilitada. Alguém deve ter ganhado alguma coisa, porque o clube não ganhou nada. Então alguém facilitou a saída dele. Agora é o contrário. Victor está voltando para cá, mas para que ele volte, ele vai ter que deixar 50% dos direitos federativos”, esclareceu Constantino.
CONTRATAÇÕES
Quando perguntado sobre novas contratações, ele deixou transparecer que o clube vai dar uma parada neste quesito, mas deve voltar a contratar quando a série C estiver acontecendo. Porém, ele voltou a frizar sobre as condições financeiras do Tricolor, deixando claro que não pode extrapolar no limite que o clube pode realizar as transações.
“A gente não pode gastar todas as balas agora, pois temos que ter bala na agulha para o decorrer da competição. Mas também temos que pensar no caixa do clube e na situação de todos os atletas. Não adianta a gente trazer atletas demais e deixar de honrar com os atletas que já estão na casa. Então vamos ter tranquilidade”, finalizou Constantino Júnior.
Postar um comentário

Post Top Ad

test banner