Petistas mandam recado para governador: eleição não será tão fácil como ele diz

Foto: divulgação
Sobre a declaração feita pelo governador Eduardo Campos (PSB) - que rompeu aliança com o PT e lançou candidatura própria no Recife - de que a eleição no Recife será fácil, os petistas preferiram não polemizar a fala, mas mandaram um recado enfático ao socialista: não será tão simples como ele diz.

O candidato petista a prefeito, Humberto Costa, disse que o PT não pode ser subestimado e pediu respeito. "Eu considero que será uma eleição difícil, como todas que eu disputei. Eu não subestimo nenhum adversário. Muitas eleições se resolve por um detalhe", avaliou ressaltando a abrangência eleitoral do DEM e do PSDB.

"O PT conseguiu construir um patrimônio político que não pode subestimar deste jeito. Somos um partido querido e devemos ser tratados com o devido respeito que merecemos. Ele [o governador] pode até ganhar a eleição, mas vai ter que roer um ossinho", completou, lembrando que tem bons resultados nas pesquisas de intenção de votos e uma chapa forte.

O deputado federal e vice na chapa petista, João Paulo, seguiu o mesmo discurso. "Não existe eleição fácil. O resultado pode ser fácil. Ele [Eduardo Campos] pode até ganhar, mas vai ter resistência de nossa parte", asseverou. O petista lembrou que tem cabo eleitorais de peso: a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula.
CAMPANHA - O candidato à Prefeitura do Recife pelo PT, Humberto Costa, e seu vice, o deputado federal João Paulo, terminaram a longa agenda desta sexta-feira 13 com uma caminhada em Brasília Teimosa, na Zona Sul da cidade. Cerca de 300 pessoas participaram do ato com bandeiras e ao som das tradicionais músicas da campanha petista.

A caminhada marcou a segunda grande mobilização do PT para a campanha no Recife - a primeira ocorreu no Centro da cidade - e o local não foi escolhido aleatoriamente. Brasília Teimosa foi o local escolhido pelo ex-presidente Lula para sediar o primeiro do seu governo em 2003.
PROPOSTA - Nesta sexta (13), o PP apresentou sua contribuição ao programa de governo que está sendo elaborado pelos petistas. A ideia é criar um programa para conceder títulos de propriedade. "Com isso, quem mora no mesmo lugar há 30 anos e não é irregularizado pode fazer conta em banco, pedir empréstimo", disse o deputado federal pepista Eduardo da Fonte.
Ele completou que o programa é em parceria com o Ministério da Cidades, ocupado pelo pepista Aguinaldo Ribeiro, e que já foi implantado com sucesso no Rio de Janeiro.
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.