Header Ads

ad

Trabalhadores da Arena da Copa cruzam os braços na manhã desta quinta-feira

Manifestantes querem mais folgas e reajuste salarial 

Os trabalhadores da Arena da Copa, em São Lourenço da Mata, cruzaram os braços, na manhã nesta quinta-feira (09). Os empregados na obra reivindicavam aumento salarial, plano de saúde, folga no dia do pagamento e reajuste nas horas-extras. Apesar de  informações apontarem um confronto entre os manifestantes e a Polícia Militar, o plantão da Secretaria de Defesa Social nega qualquer conflito com os grevistas. Ao todo, 40 homens do 20° Batalhão da Polícia Militar (BPM) estão no local para garantir a segurança.

Eles já tinham feito uma paralisação na manhã da terça-feira (07), mas após uma reunião entre a Odebrecht, construtora responsável pela obra, e o Sindicato dos Trabalhadores na Construção de Estradas, Pavimentação e Terraplenagem em Geral, do Estado de Pernambuco (Sintepav-PE), a paralisação chegou ao fim e os serviços voltariam ao normal na manhã desta quarta-feira.

De acordo com a Odebrecht, desde o dia 1º de agosto os salários dos trabalhadores foram reajustados em 10,5%. Assim, um profissional, na Arena Pernambuco, recebe R$ 1.106,35. Enquanto isso, a remuneração dos auxiliares, que era de R$ 680, passou para R$ 740.

Folha PE
Postar um comentário