Rollemberg alerta para situação dos Guarani-Kaiowá e pede ação do Ministério da Justiça - Portal Muito Mais - O seu portal de notícias!!!

ÚLTIMAS DO PORTAL

test banner

Post Top Ad

24 de outubro de 2012

Rollemberg alerta para situação dos Guarani-Kaiowá e pede ação do Ministério da Justiça

O senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) alertou, nesta quarta-feira (24), para a situação dramática dos Guarani-Kaiowá. O parlamentar salientou que o Brasil está prestes a presenciar uma tragédia coletiva de 170 indígenas da etnia, no Mato Grosso do Sul (MS). Depois de anos de luta pela demarcação de suas terras tradicionais, ocupadas por fazendeiros e guardadas por pistoleiros, explicou Rollemberg, eles resistem à ordem de desocupação de uma área, decretada pela Justiça Federal.
Em carta entregue ao Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e à direção nacional da Fundação Nacional do Índio (Funai),o grupo, composto por 50 homens, 50 mulheres e 70 crianças, prometeu permanecer às margens do rio Hovy até a morte, mesmo que a ordem de desocupação não seja revertida. Diz a carta dos indígenas: "...nós já vamos e queremos ser mortos e enterrados junto aos nossos antepassados aqui mesmo onde estamos hoje, por isso, pedimos ao governo e Justiça Federal para não decretar a ordem de despejo/expulsão, mas solicitamos para decretar a nossa morte coletiva e para enterrar nós todos aqui. (sic)"
A situação, dramática, chamou a atenção do país para o drama vivido pela etnia. O temor de suicídio coletivo tem mobilizado os brasileiros. O Cimi, em nota, sublinhou que a carta dos indígenas não menciona diretamente essa possibilidade. O que, no entanto, não exclui o risco de uma tragédia. Rollemberg leu a carta do grupo em Plenário e afirmou que essas pessoas vivem, há décadas, “um verdadeiro massacre cotidiano com ameaças de morte e assassinatos cruéis”. Para ele, esse é um dos piores quadros de violação dos direitos humanos no país.
- Eles se encontram há décadas numa situação de colapso, sem poder viver segundo a sua cultura, totalmente encurralados, imersos numa natureza degradada, corroído pelo alcoolismo dos adultos e pela subnutrição das crianças – afirmou.
O senador lamentou a alta violência contra os índios e ressaltou que, apenas nos últimos quatro anos, o número de assassinatos de indígenas no Mato Grosso do Sul foi superior ao total de assassinatos das demais etnias no resto do país.
- Os relatórios do Cimi, de violência contra os povos indígenas no Brasil, mostram que, nos últimos 8 anos, de 2003 a 2010, mais de 250 indígenas foram assassinados em Mato Grosso do Sul – alertou.
O senador apelou para que o Ministério da Justiça acompanhe de perto essa situação e tome as providências necessárias no sentido de proteger a vida desses índios. De acordo com Rollemberg, a tragédia comprometerá a imagem do Brasil e causará um enorme prejuízo à etnia Guarani-Kaiowá.
Agência Senado
Postar um comentário

Post Top Ad

test banner