Uchoa lança pedra fundamental de novos prédios do Legislativo - Portal Muito Mais - O seu portal de notícias!!!

ÚLTIMAS DO PORTAL

test banner

Post Top Ad

17 de outubro de 2012

Uchoa lança pedra fundamental de novos prédios do Legislativo


Clique na imagem para vê-la em seu tamanho originalO presidente da Assembleia, deputado Guilherme Uchoa (PDT), faz, hoje, às 11h, o lançamento da pedra fundamental dos dois novos prédios da Assembleia Legislativa de Pernambuco. Os edifícios foram projetados pelo arquiteto Carlos Fernando Pontual, e serão executados pela Construtora Pottencial, de Pernambuco. De acordo com o superintendente-geral da Alepe, Marcelo Cabral, o prazo para a conclusão do trabalho, orçado em R$ 36,3 milhões, é 18 meses.

No local, na Rua da União, o deputado Guilherme Uchoa; o primeiro-secretário, deputado João Fernando Coutinho (PSB); e o arquiteto Carlos Pontual detalharão as melhorias que as novas instalações trarão ao trabalho do Parlamento Estadual. Além disso, como forma de marcar a importância da obra, o Poder Legislativo decidiu depositar uma Cápsula do Tempo, próximo à pedra fundamental. A intenção é oferecer às futuras gerações uma amostra de como se encontrava Pernambuco à época da construção dos novos edifícios.

Para isso, uma urna de bronze, contendo cópias de jornais do dia como o Diário Oficial do Estado, além de documentos, a exemplo da Constituição Estadual e do Regimento Interno da Casa, serão depositadas no terreno. A expectativa é que a cápsula seja aberta em 2032. Para garantir a preservação do material, contudo, a Assembleia Legislativa se preocupou em revestir os exemplares com papel alcalino. A urna, por sua vez, será colocada dentro de uma caixa de madeira nobre.

Ainda no evento, um representante da família do ex-primeiro-secretário da Casa, deputado João Negromonte, morto em novembro de 2008, realizará o descerramento da pedra fundamental e se pronunciará sobre a iniciativa da Alepe de nomear um dos prédios de Edifício Deputado João Negromonte. A outra edificação será o Novo Plenário. A conclusão da cerimônia se dará no Salão Nobre do Palácio Joaquim Nabuco, onde será descerrada a maquete da obra.

Estrutura - Em um dos prédios funcionarão o Plenário, três plenarinhos, auditório, estacionamento e salão de festas - com capacidade para aproximadamente 200 pessoas. O segundo edifício será paralelo e gêmeo ao atual Anexo I, com seis andares, onde se localizarão os gabinetes dos deputados, a Presidência e a Primeira Secretaria. Depois da construção dos dois novos edifícios, o anexo I passará a abrigar a área administrativa da Casa.

Além da construção de espaços mais adequados às necessidades atuais de trabalho, dois outros aspectos são importantes na obra. O primeiro, lembra Marcelo Cabral, é a preservação do Palácio Joaquim Nabuco, construído no século 19, hoje catalogado como museu e patrimônio histórico de Pernambuco. Sua estrutura secular requer controle quanto ao fluxo de pessoas. “Vamos reservá-lo para visitações e reuniões solenes”, explicou. O segundo é a devolução de imóveis, hoje alugados, a partir da criação de espaços próprios.
Postar um comentário

Post Top Ad

test banner