Conheça a história das versões slims do PlayStation

A história de revisões de videogames sempre andou lado a lado com a história dos próprios consoles e portáteis. E a Sony virou recordista em relação a número de revisões de seus modelos, como por exemplo o PlayStation 3, e seu recente modelo “Super Slim“. Acompanhe a linha de tempo desta evolução.
A história de revisões da marca PlayStation (Foto: Reprodução/Rafael Monteiro)
A história de revisões da marca PlayStation (Foto: Reprodução/Rafael Monteiro)
PlayStation
O primeiro PlayStation foi projetado como um acessório do Super Nintendo e o desinteresse da Nintendo em continuar a parceria deu origem ao primeiro console da empresa, que chegou ao mercado em 1995 na América do Norte (1994 no Japão).
PlayStation e PSone (Foto: Reprodução/Rafael Monteiro)
PlayStation e PSone (Foto: Reprodução/Rafael Monteiro)
O PlayStation dominou o mundo, sendo o primeiro console a vender 100 milhões de unidades, mas nem sempre sua estrutura refletia sua grandeza. Muitas unidades apresentavam defeito, especialmente no leitor, o que fazia até com que algumas pessoas colocassem o videogame em pé ou de cabeça para baixo para resolver o problema.
A revisão do primeiro PlayStation foi em 2000. Chamada de PSone, ela deixou o console muito menor, mais leve, e também mais resistente por dentro - apresentando menos defeitos. Ironicamente, o material do PSone dava a impressão de ter pior qualidade, enquanto o original parecia resistente no exterior e frágil no interior.
PlayStation 2
Após o sucesso do PlayStation original, o público mal podia esperar pelo próximo console da Sony. Integrando funções multimídia - que eram o ponto forte da empresa, como o leitor de DVD - ele foi lançado em 2000 e teve um sucesso ainda maior que seu antecessor, consolidando a gigante japonesa no mercado de videogames.
PlayStation 2 e PlayStation 2 Slim (Foto: Reprodução/Rafael Monteiro)
PlayStation 2 e PlayStation 2 Slim (Foto: Reprodução/Rafael Monteiro)
Os casos de defeito no PlayStation 2 eram menos frequentes, apesar de algumas unidades de lançamento terem apresentado problemas. Porém, o maior motivo para uma revisão é que o console custava caro para a Sony, que o subsidiava para manter o preço acessível. Mesmo com a liderança isolada, a empresa ainda não lucrava tanto quanto concorrentes como a Nintendo, que então amargava péssimas vendas do GameCube.
O PlayStation 2 Slim, também conhecido como PSTwo, resolveu esse problema com características semelhantes ao PSone em 2004. Ficou menor, mais leve, e trocou a bandeja por uma tampa simples. O console perdeu também a compatibilidade com o HD externo e, consequentemente, o MMORPG Final Fantasy 11, mas isso não atrapalhou seu grande sucesso.
PlayStation Portátil
Depois de conquistar o mercado dos consoles, a Sony decidiu buscar uma fatia dos portáteis, trazendo seu primeiro PlayStation de bolso. O PSP (PlayStation Portable) foi lançado em 2005 na América do Norte (2004 no Japão) e, apesar de ter sido recebido com grande empolgação no início, não conseguiu vencer seu concorrente, o Nintendo DS.
PSP, PSP Slim e PSP Go (Foto: Reprodução/Rafael Monteiro)
PSP, PSP Slim e PSP Go (Foto: Reprodução/Rafael Monteiro)
Dada a baixa performance em vendas, logo em 2007 o PSP recebeu sua primeira revisão, o PSP 2000, também conhecido como PSP Slim ou PSP Lite. Ele resolveu alguns dos problemas do modelo original, sendo mais fino, mais leve, contando com uma tela melhor iluminada, tempo um pouco maior de bateria e um disco analógico mais confortável. Também houve um PSP 3000, com uma tela ainda melhor, mas com pouca diferença em relação ao 2000.
Porém, a última revisão do PSP chocou bastante o mercado em 2009. Chamado de PSP GO, o novo modelo era completamente diferente dos outros, com uma tela deslizante que revelava os botões. Além disso, ele não utilizava UMDs, a mídia em que os jogos do PSP eram vendidos até então, trabalhando apenas com vendas digitais. Acabou não fazendo muito sucesso e foi abandonado para que a Sony focasse na produção do PS Vita.
PlayStation 3
Ainda em 2006, antes do PSP começar a perder espaço no mercado, a Sony lançou o PlayStation 3, seu novo console que deveria honrar o legado do PlayStation 1 e 2. Novamente a empresa usou a cartada do leitor de mídia, dessa vez com o Blu-Ray, o que ajudou o console a se popularizar. Mas seu altíssimo preço de lançamento, US$ 599 (R$ 1200), o atrapalhou bastante.
PlayStation 3, PlayStation 3 Slim e PlayStation 3 "Super Slim" (Foto: Reprodução/Rafael Monteiro)
PlayStation 3, PlayStation 3 Slim e PlayStation 3 "Super Slim" (Foto: Reprodução/Rafael Monteiro)
O preço resistiu bravamente por um tempo, mas aos poucos alguns recursos começaram a ser cortados, como a retrocompatibilidade do console com o PlayStation 2. Novamente a Sony estava subsidiando seu videogame e a solução seria novamente o lançamento de uma versão Slim do PlayStation 3 em 2009.
Munida de um hardware ainda mais econômico, a Sony se tornou mais competitiva contra seu concorrente direto, o Xbox 360, e começou a aumentar a capacidade de armazenamento do HD interno do console. Em 2006 havia modelos de 20 e 60 GB, passando por evoluções de 120 e 160 GB e atualmente com 250 e 320 GB.
Agora estamos vivendo uma geração com um ciclo de vida maior, e o PlayStation 3 se prepara para ganhar um novo modelo. Chamado carinhosamente de Super Slim, ele conta com versões de até 500 GB. Com ele, a Sony prepara-se para mais uma batalha no final do ano contra o Xbox 360 e também um novo desafiante, o Wii U.

Via TechTudo
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.