Header Ads

ad

Dilma espera restabelecimento do comércio de carnes com a Rússia

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (14), em declaração à imprensa ao lado do presidente da Rússia, Vladimir Putin, que espera o pleno restabelecimento do comércio de carne entre o Brasil e a Rússia. Os dois presidentes se reuniram hoje, em Moscou, e discutiram o assunto.
No dia 23 de novembro, o governo russo publicou nota informando que as compras de carne dos três estados brasileiros totalmente embargados - Mato Grosso, Paraná e Rio Grande do Sul - poderiam ser retomadas. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, no entanto, anunciou a suspensão do embargo somente em 28 de novembro, após reuniões e rodadas de negociação com as autoridades sanitárias russas. As exportações de carne para a Rússia ainda não retornaram à normalidade, pois depende da rapidez de adequação dos frigoríficos às novas normas em conformidade com o padrão russo.
“Expressei minha expectativa para o pleno e pronto restabelecimento do comércio de carnes suínas entre os nossos países e o fim do embargo aos três estados brasileiros”, disse Dilma. Ontem (13), ela também conversou sobre o tema com o primeiro-ministro da Rússia, Dmitri Medvedev, e disse ter recebido um retorno positivo sobre o assunto.
O embargo russo às carnes brasileiras durou um ano e cinco meses. Os motivos foram as divergências entre as exigências russas e as medidas sanitárias adotadas por frigoríficos no Brasil.
Durante a declaração à imprensa, a presidenta Dilma declarou ainda o interesse em aumentar o dinamismo do comércio entre os dois países. Mais cedo, empresários brasileiros e russos participaram de um fórum empresarial na busca de identificar oportunidades de negócios.
 
Yara Aquino Repórter da Agência Brasil
Edição: Talita Cavalcante
Postar um comentário