Governo estuda plantio de milho irrigado para forragem animal

agriPor orientação do secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Ranilson Ramos, técnicos do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), juntamente com os técnicos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), irão realizar um estudo técnico na área de produção de semente de milho do Projeto Bebedouro, em Petrolina. O objetivo é implantar, ainda este mês, 100 hectares de milho forrageiro para alimentação animal, que atenderá os criadores da bacia leiteira do Sertão do Araripe, onde existe uma produção diária de 250 mil litros/dia, entre os municípios de Ouricuri, Bodocó, Granito e Exu. A visita técnica está marcada para próxima quarta-feira (09/01).

No sábado (05/01), o secretário Ranilson Ramos, visitou a área plantada com milho da variedade gorotuba e imediatamente solicitou da equipe um parecer de viabilidade para 100 ha de produção de milho forrageiro. Ele disse que, o diagnóstico solicitado deve apresentar, efetivamente, o potencial da área quanto à produtividade de massa verde e à segurança nutricional para os rebanhos que irão receber essa forragem. "Com o plantio de 100 ha, deveremos chegar a um potencial de produção de aproximadamente 5 mil toneladas de forragem, o que ajudará na alimentação do rebanho leiteiro dos pequenos pecuaristas atingidos pela estiagem prolongada no Araripe". afirmou.

Segundo Ranilson, a idéia é aproximar a ação desses criadores, que hoje recebem cana-de-açúcar da Mata Sul, a uma distância de 650 quilômetros da região beneficiada, tendo uma despesa muito elevada com transporte, enquando o Projeto Bebedouro fica a apenas 200 quilômetros da bacia leiteira. O objetivo é fornecer a palha como volumoso, atendendo as necessidades nutricionais dos animais, assegurando bons índices de produtividade de leite, além da remuneraçãos dos pequenos produtores, essencialmente, neste período de estiagem prolongada.
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.