Header Ads

ad

Na despedida de Gallo, expressinho do Náutico bate Pesqueira de virada

Time sub-20 tem reação relâmpago no início do segundo tempo e faz 3 a 1 no rival com uma atuação impecável do meia Marcos Vinícius nos Aflitos.


Agora observado pelo novo técnico da seleção brasileira sub-20 e comandado dentro de campo por Marcos Vinícius, o expressinho do Náutico voltou a mostrar grande poder de reação e, com mais uma virada, venceu o Pesqueira por 3 a 1, na noite desta quarta-feira, nos Aflitos, transformando em festa a despedida do técnico Alexandre Gallo. O resultado garante a segunda vitória do time, que agora soma sete pontos, e chega à terceira colocação. Já o Pesqueira permanece com quatro pontos, na sexta colocação.

Mesmo sendo dominado durante todo o primeiro tempo e com uma atuação impecável do camisa 10 alvirrubro, o time do Agreste foi quem abriu o placar com Jânio, cobrando pênalt, aos 33 minutos. Na etapa final, o Timbu reagiu e chegou ao empate com 33 segundos de bola rolando, com João Paulo. A virada veio logo em seguida, com Renato, antes mesmo de completar o segundo minuto. Aos 33, Emerson fechou o placar.
náutico x pesqueira (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
Marcos Vinícius foi o maestro do Náutico na virada contra o Pesqueira 
(Foto: Aldo Carneiro / PE  Press)
Mesmo tendo que se apresentar à CBF nesta quinta-feira, Gallo fez questão de dirigir o time pela última vez. Ansioso por saber como seria recebido pela torcida, o treinador encontrou carinho nos seis mil alvirrubros que foram aos Aflitos.
- Esperava uma reação positiva porque sempre me entrego ao trabalho que tenho. Sinto bastante carinho pela torcida do Náutico. Eu ia fazer esse trabalho de qualquer jeito.
alexandre gallo náutico (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
Gallo recebeu uma camisa com seu nome em
homenagem (Foto: Aldo Carneiro / PE Press)
Gallo disse ainda que esteve no CT para se despedir do elenco profissional.
- A despedida foi bem legal. Agradeci a todos, e eles entenderam meu posicionamento. Desejei continuidade ao trabalho da melhor maneira possível.
O Náutico volta a campo no próximo sábado, quando enfrenta o Porto, às 19h, no Lacerdão. Pelo planejamento do então técnico Alexandre Gallo, a partida seria a estreia do elenco profissional. Como o treinador não estará mais no comando, a decisão só deve ser confirmada no treino desta quinta-feira, que será comandado pelo interino Levi Gomes. Já o Pesqueira recebe o Chã Grande, às 16h do domingo, no estádio Joaquim de Brito.

Marcos Vinícius o dono do primeiro tempo
Jogando para o novo técnico da Seleção sub-20, a garotada do Náutico começou a partida pressionando o Pesqueira. Dono do meio-campo, Marcos Vinícius apareceu bem logo aos dois minutos, quando deixou Renato frente a frente com o goleiro Geday, que precisou se esticar para defender. Aos cinco, a dupla voltou a levar perigo. Desta vez, quem salvou o time sertanejo do chute de Renato foi a trave.
Com bastante liberdade, Marcos Vinícius seguiu municiando o ataque alvirrubro. Aos 13, ele deixou João Paulo em condições de marcar, mas Geday conseguiu fazer a defesa em dois tempos. Aos 31, o camisa 10 do Timbu deixou mais um atacante na cara do gol. Geraldo recebeu, deixou o zagueiro Stanley no chão ao ameaçar o chute, mas acabou exagerando na força ao buscar o ângulo esquerdo de Geday, mandando para fora.
O castigo por tantas chances desperdiçadas veio dois minutos depois, quando zagueiro Flávio derrubou Jonathan na área do Náutico. O árbitro marcou o pênalti, Jânio foi para cobrança e abriu o placar para o Pesqueira.
Sem perder tempo na volta
náutico x pesqueira  (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
Gol relâmpago de João Paulo inicia reação timbu
(Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
A conversa com o técnico Gallo no vestiário parece ter ganhado grandes proporções, pois aos 33 segundos de bola rolando João Paulo empatou a partida. A bola voltou ao meio de campo para nova saída. Após o apito, o Náutico pressionou, roubou a bola e chegou a virada antes mesmo do segundo minuto, com Renato.
Após a virada, o Náutico continuou dominando a partida, e aos 33 veio mais um, e com passe de Marcos Vinícius. O camisa 10 alvirrubro deixou Emerson na cara do gol. Ele bateu forte, e Geday, que ainda chegou a tocar na bola, não conseguiu evitar que ela fosse morrer nas redes, fechando o placar nos Aflitos.

Fonte: GloboEsportePE

Postar um comentário