Prefeito de Duque de Caxias decreta estado de emergência em Xerém


Rio de Janeiro – O prefeito de Duque de Caxias, Alexandre Cardoso (PSB), decretou estado de emergência no distrito de Xerém. A região foi atingida por um temporal na madrugada de hoje (3), que causou a morte de uma pessoa e deixou centenas de desabrigados. Cardoso passou o dia em Xerém coordenando as operações de atendimento à população e de reconstrução do distrito.
“Foi uma chuva anormal, que provocou o deslizamento de um morro e fez descer uma quantidade de árvores que fecharam uma ponte. Foram 212 milímetros de chuva, que levou a uma lâmina de água com 4 a 5 metros de altura. A força foi tanta, que uma geladeira foi parar em cima do telhado de uma casa”, disse.
Segundo o prefeito, duas pontes foram atingidas pela enxurrada: uma foi destruída e outra parcialmente. Ele vai aproveitar a visita que o ministro da Integração, Fernando Bezerra, fará à região amanhã (4) para solicitar verbas emergenciais, a fim de reparar o quanto antes a infraestrutura atingida. Cardoso decidiu decretar estado de emergência com objetivo de agilizar as obras necessárias.

Ele fez um apelo aos moradores de Xerém e de outras comunidades de Duque de Caxias, para que evitem permanecer nas áreas de risco. “Nas próximas 72 horas, todo o morador de qualquer área de risco deve ir para a casa de um parente ou de um amigo, pois ainda temos previsão de chuva para hoje e amanhã”, declarou.
O prefeito montou um gabinete de crise em Xerém, para onde foram enviados 100 homens, 20 caminhões e dez tratores, a fim de desobstruir os rios e retirar a lama que cobre as ruas do distrito. A luz foi cortada em boa parte da cidade por causa da queda de postes e fiação.


O cantor Zeca Pagodinho percorre ruas de Xerém, no município de Duque de Caxias, na manhã desta quinta-feira (3), para ajudar as vítimas da chuva. Por volta das 10h, o cantor andava com a filha pelas ruas de Xerém. (Foto: Cléber Júnior/ Agência O Globo)
O cantor Zeca Pagodinho percorre ruas de Xerém, no município de Duque de Caxias, na manhã desta quinta-feira (3), para ajudar as vítimas da chuva (Foto: Cléber Júnior/ Agência O Globo)
O cantor Zeca Pagodinho percorreu ruas de Xerém, no município de Duque de Caxias, na manhã desta quinta-feira (3), para ajudar as vítimas da chuva que atinge várias regiões do estado desde a noite de quarta (2). Por volta das 10h, o cantor andava com a filha pelas ruas de Xerém. Em entrevista à TV Globo, Zeca disse que sua casa foi "mais ou menos afetada" pela chuva.
"Estou aqui há quase 20 anos. Adoro isso aqui, meus filhos foram criados aqui. Nunca vi algo parecido. Está triste. Lá em cima a situação está muito ruim. Tem criança desaparecida, tem família soterrada. Tem casa que desceu rio abaixo. A gente está aí, desde as 6h da manhã, ajudando, mas está triste", contou o cantor, que emocionado, pede para que o socorro seja voltado para a parte mais atingida de Xerém.
O sambista, que tem um sítio e uma casa em Xerém, abrigou o casal vizinho Leonardo Oliveira, de 30 anos, e Raylua Cardoso, de 24 anos, e os dois filhos, uma menina de 1 ano e 2 meses e um menino de 5 anos.  A família perdeu a casa após o temporal que atingiu o município na madrugada desta quinta-feira (3).  “A minha filha menor Maria Eduarda está chorando muito porque está preocupada com as amiguinhas que moram aqui e também perderam as casas. Eu ajudo como posso. Abriguei este casal de amigos aqui e tem várias crianças na minha sala”, contou o sambista em entrevista ao G1.
Sítio de Zeca Pagodinho ficou coberto de lama após chuva em Xerém, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense (Foto: Renata Soares/G1)
Sítio de Zeca Pagodinho ficou coberto de lama após chuva em Xerém, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense (Foto: Renata Soares/G1)
Zeca disse também que acordou às 6 horas da manhã para distribuir cestas básicas e roupas nos abrigos instalados nas igrejas da região. “Passei o Natal e o Ano Novo aqui e vou embora ainda hoje. Mas, antes disso, a Defesa Civil precisa vir aqui para poder ajudar essas pessoas que perderam desde as casas até alimentos e móveis. Vou estar sempre por perto para ajudar o meu povo”, completou o cantor. 
Zeca Pagodinho também teve perdas com efeitos da chuva. A casa dele não sofreu danos, mas alguns animais que tem no terreno morreram. “Foram dois cabritinhos e três coelhos. Quando eu acordei de manhã meus bois estavam só com o olhinho para fora. Quase morreram afogados”, comentou.
Zeca Pagodinho em seu sítio, que foi invadido pela lama (Foto: Renata Soares/G1)
Zeca Pagodinho em seu sítio, que foi invadido pela lama (Foto: Renata Soares/G1)
Com informações do G1 e da Agência Brasil
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.