GSE desiste de parceria para a instalação de refinaria no Ceará - Portal Muito Mais - O seu portal de notícias!!!

ÚLTIMAS DO PORTAL

test banner

Post Top Ad

.

31 de agosto de 2013

GSE desiste de parceria para a instalação de refinaria no Ceará


Segundo Cid Gomes, a Petrobras tem se mostrado "otimista" quanto à viabilidade econômica da refinaria

A empresa sul-coreana GS Energy (GSE) desistiu de formar uma parceria com a Petrobras para participar da instalação da refinaria Premium II. A informação foi dada ontem pelo governador Cid Gomes, após cerimônia de inauguração da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do Pecém. Em junho último, a estatal celebrou uma carta de intenções com a GSE, que pretendia estudar a viabilidade de uma joint venture visando à construção da refinaria.

Na inauguração da ZPE, o governador Cid Gomes revelou que a GS Caltex (empresa do grupo GSE) lhe enviou correspondência dizendo que infelizmente não iria mais fazer a parceria com a Petrobras FOTO: BRUNO GOMES

"A GS Caltex (empresa que faz parte do grupo GSE), sem muito detalhe, mandou uma correspondência para mim dizendo que infelizmente não iria mais fazer a parceria com a Petrobras. Eu vou procurar então conversar com a Graça (Maria das Graças Foster, presidente da Petrobras)", relatou o governador, que se referiu ao fato como uma "notícia muito frustrante".

Cid Gomes informou que ainda vai procurar saber que motivos levaram o grupo sul-coreano a desistir da parceria. Ao mesmo tempo, disse, também continuará buscando parceiros para o empreendimento, que permanece aguardando uma data para ter as obras iniciadas. "Não me dou por perdido não. Se não deu certo com esse, vou insistir com eles, saber o que foi que houve, saber se tem alguma coisa que se possa refazer. Se não, vamos atrás de outro (investidor)".

Conforme o chefe do Executivo, a Petrobras tem mantido contato com "mais de uma empresa chinesa" em busca de sócios. "Uma delas já esteve aqui comigo, que é a Sinopec", disse.

Estudos da estatal

O governador também relatou ter conversado, na última semana, com diretor de abastecimento da Petrobras, José Carlos Cosenza, que tem acompanhado os estudos ligados à Premium II. Segundo Cid, Cosenza se mostrou "otimista com o projeto como um todo, a partir dos estudos de viabilidade econômica" realizados pela estatal.

Início indefinido

Entretanto, até o momento, a Petrobras ainda não informou nenhuma data para o início efetivo das obras. Cid Gomes frisou que a companhia ainda mantém a previsão de que a Premium II esteja operando até 2017 - prazo que foi anunciado em junho de 2010, quando foi divulgado o Plano de Negócios para o período 2010-2014 da Petrobras.

Questionado sobre se era possível a refinaria ainda ser construída de fato até 2017, o governador preferiu não dar nenhuma resposta objetiva, afirmando "não ser expert em construção de refinaria". De todo modo, Cid reforçou as declarações oficiais da Petrobras sobre a garantia de que a refinaria sairá do papel. "A Petrobras sempre trabalhou com plano ´A´ e um ´B´. O plano ´A´ é construir (a Premium II) sozinha e ela sempre enfatizou pra mim que vai construir independente de qualquer parceria. E as coisas estão andando nesse sentido", comentou.

Cercamento

A respeito do cercamento da área prevista para o empreendimento, o gestor afirmou que as atividades começarão já no início de setembro. A informação foi dada após rápido diálogo com o gerente de implantação da Refinaria Premium II, Raimundo Lutif, que também compareceu à cerimônia de inauguração da ZPE.

JOÃO MOURA
REPÓRTER

OPINIÃO

Fim da parceria não inviabiliza o projeto

A saída da GS Energy não inviabiliza, de forma alguma, um empreendimento do tamanho da refinaria. Acho até que Premium II é viável para a Petrobras sozinha. Obviamente que parcerias são importantes para tornar o fluxo de caixas mais simples e promover a integração nacional, mas não acredito que essa desistência vá influenciar negativamente. A verdade é que precisamos dessa refinaria o quanto antes. Não só o Ceará, mas o Brasil inteiro, que está gastando muito dinheiro exportando matéria-prima bruta e importando seus derivados com um dólar em alta. Na Assembleia Legislativa, aliás, a nossa campanha pela refinaria, que foi aprovada por unanimidade e tem coordenação política direta do presidente da Casa, José Albuquerque, segue a todo vapor para tentar mobilizar todos os cearenses para pressionar essas obras da Premium II. Não queremos o empreendimento daqui há alguns anos; Queremos ele agora.

Francisco Viana
Secretário-executivo da Assembleia 

Fonte: Diário do Nordeste
Postar um comentário

Post Top Ad

test banner