Um juiz autoriza Pedro Corrêa a trabalhar e outro nega a autorização

Pedro-Correa-Foto-reprodução-internet
Preso na Penitenciária Agrícola de Canhotinho por ter sido condenado a 7 anos e 2 meses de cadeia no processo do mensalão, o ex-deputado federal Pedro Corrêa (PP-PE) está no centro de uma batalha judicial, que deverá ser resolvida no STF.
É que a juíza da 3ª Vara de Execuções Penais de Caruaru, Orleida Rosélia, o autorizou a trabalhar como médico na Clínica Armando de Queiroz Monteiro, em Garanhuns.
Já o juiz da 1ª Vara das Execuções Penais da capital, Luiz Rocha, discorda da autorização dizendo que a competência é dele, que ainda aguarda instruções do STF sobre como deve proceder em relação ao réu.
No meio do tiroteio está o advogado Plínio Nunes, que espera resolver esta pendência antes do Carnaval.
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.