Ads Top


Armando garante interiorização da Fenearte em Pernambuco

Foto: Leo Caldas
Como forma de estimular a produção dos artesãos locais e o desenvolvimento da economia criativa no Estado, o candidato a governador Armando Monteiro (PTB) vai levar a Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) para cidades polos no interior de Pernambuco. A ideia é promover edições regionais da Fenearte, de forma a ampliar os espaços para comercialização dos produtos e fortalecer os artistas. A proposta foi apresentada a um grupo de artesãos de Pernambuco, em Olinda, durante encontro de Armando e o candidato ao Senado, João Paulo (PT), com produtores pernambucanos, e também durante visita à Fenearte, na noite desta quinta-feira (10).

"Nossa proposta é estimular eventos como a Fenearte em todas as regiões de Pernambuco. Levar esses espaços para mais perto dos artesãos em cidades do interior. As feiras regionais serão mais amplas. É uma forma de fazer uma ação de promoção e divulgação para estimular os artistas locais", argumentou Armando, destacando que a iniciativa será conectada com estratégias de promoção do turismo cultural. "O artesanato manifesta a expressão mais genuína de nossa cultura pernambucana e representa as nossas tradições", acrescentou.

Na reunião, Armando e João Paulo ouviram as demandas da categoria e vão incluir os pedidos no programa de governo. Para a presidente da Federação das Associações, Cooperativas e Grupos de Produtores dos Artesões de Pernambuco (Facarpe), Isabel Gonçalves, a atual política é insuficiente para atender as necessidades do segmento, que possui mais de 80 mil trabalhadores no Estado. A instituição representa 24 entidades em Pernambuco.

"O governo abandonou os artesãos. Construíram a Central do Artesanato, mas o espaço não contempla os produtores do interior. Não há transparência no gerenciamento dos recursos da Fenearte. Precisamos é que o Estado reestruture a Fenearte e inove a relação com as entidades produtoras de artesanato, de modo a fortalecer esses grupos", sugeriu Isabel.

Armando lembrou que, dos mais de mil artesãos inscritos para participar da Fenearte, apenas pouco mais de 200 conseguiram estandes. "Então, a realização destas feiras no interior pode dar mais visibilidade aos artesãos que não têm espaço na Fenearte", disse Armando, em conversa com a imprensa.

Acompanhado de João Paulo (PT), candidato ao Senado, do senador petista Humberto Costa, e dos deputados Pedro Eugênio (PT) e Silvio Costa Filho (PTB), Armando percorreu os estantes, sendo bastante assediado pelo público. No estande de Thiago Amorim, um dos mais importantes artistas pernambucanos, Armando ouviu uma demanda: mais autonomia para os artesãos. "Se tivéssemos mais espaço, poderíamos ter mais destaque", afirmou Amorim.

BENEFÍCIO - Armando Monteiro lembrou ainda que foi o relator da Medida Provisória (MP) 529/2011, que reduz de 11% para 5% a alíquota paga pelo microempreendedor individual sobre o piso do salário mínimo para a contribuição da Previdência Social. A medida, segundo o candidato do PTB, beneficia diretamente os produtores de artesanato, assegurando os direitos previdenciários.
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.