Ads Top


Táxis e kombis do Paulista com documentos em atraso podem perder licença de circulação

Terminado o prazo para recadastramento da frota de kombis e táxis que circulam no Paulista, cerca de 30% dos proprietários dos automóveis não realizaram o procedimento obrigatório. Dos 420 veículos operando no serviço complementar apenas 290 fizeram a atualização cadastral, o que representa 69% do total. Na frota de táxis, dos 700 automóveis em operação 500 foram recadastrados, representando 71% do universo.

Os taxistas e permissionários que não recadastraram seus carros dentro do prazo poderão ter seus alvarás suspensos, ficando impedidos de realizar o transporte de passageiros, sob pena de apreensão do veículo e pagamento de multas. 
Num primeiro momento o condutor que for abordado e estiver com a documentação do veículo irregular terá o alvará recolhido e será orientado a procurar a Secretaria de Mobilidade e Transporte da cidade para realizar o recadastramento. Caso este continue circulando irregularmente e for parado numa fiscalização terá o veículo recolhido e só será liberado depois da regularização da documentação.

Os profissionais que ainda não realizaram o procedimento precisam estar de posse da seguinte documentação: CNH, comprovante de residência atualizado, uma foto 3x4 recente, antecedentes criminais, certidão de regularidade eleitoral, CRLV quitado, extrato de multas e certificado de vistoria GNV (caso utilize gás como combustível).

No recadastramento feito pela gestão municipal, os táxis e kombis são vistoriados quanto às condições, atualização financeira de taxas pendentes, verificação da adesivação padronizada, além da atualização documental dos permissionários. A Secretaria de Mobilidade e Transporte fica localizada na PE-15, nº 170, Vila Torres Galvão. O atendimento ao público acontece de segunda a sexta, das 08h às 13h.

Fonte: Ascom PCP
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.