Header Ads

ad

CPRH realiza seminário sobre animais silvestres e unidades de conservação de PE

Pesquisas realizadas em Unidades de Conservação de Pernambuco (UCS) e também pelo Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara) serão apresentadas amanhã (27), no auditório do Centro de Biociências da UFPE (Av. Prof. Moraes Rego, 1235 – Cidade Universitária – Recife), das 8h-12h e das 13h às 17h, no seminário “Pesquisas técnico científicas e suas contribuições para gestão da biodiversidade do estado de Pernambuco”.


No evento, também será lançada a publicação “Pesquisas Científicas e Práticas de Educação Ambiental no Refúgio de Vida Silvestre Matas do Sistema (RVS) Gurjaú”, com distribuição gratuita aos participantes do seminário. O Refúgio é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral, que abrange parte dos municípios de Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Moreno, totalizando uma área de 1.077,1 hectares de área protegida. Umas das pesquisas na área revelou a existência de uma espécie de borboleta, que até então não havia sido registrada por pesquisadores.


A programação contempla ainda atividades de educação ambiental, soltura de animais e a campanha de entrega voluntária de animais silvestres. A criação e comercialização de animais silvestres é crime ambiental e o infrator está sujeito às penalidades previstas na legislação ambiental. “Quando a entrega dos animais silvestres é feita de forma voluntaria, quer seja na CPRH ou no Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco e nessas campanhas de conscientização, não aplicamos penalidades.”, explicou o diretor presidente da PCRH, Eduardo  Elvino. A programação completa da Semana da Biodiversidade de Pernambuco está disponível na página da Agência (www.cprh.pe.gov.br), com atividades gratuitas.


PROGRAMAÇÃO DO SEMINÁRIO


Local : Auditório do Centro de Biociências da UFPE - Av. Prof. Moraes Rego, 1235 - Cidade Universitária – RecifeHorário – Das 8h às 12h e das 13 às17h

  • Lançamento do Livro: Pesquisas Científicas e Práticas de Educação Ambiental no Refúgio de Vida Silvestre Matas do Sistema Gurjaú

  • Seminário - “Pesquisas técnico científicas e suas contribuições para gestão da biodiversidade do estado de Pernambuco” 


Mesa-redonda 1: Estudos sobre a fauna silvestre e parcerias com o CETAS Tangara
Palestra 1: Próteses 3D: novas perspectivas em saúde animal
Palestrante: Maria Cristina de Oliveira Coelho. Médica veterinária, Doutora em Ciência Animal da UFRPE

Palestra 2: Projeto Jacaré LIAR/UFRPE: contribuições para o conhecimento e conservação dos crocodilianos da Mata Atlântica do Nordeste
Palestrante: Jozélia Maria de Souza Correia. Profª do Departamento de Biologia da UFRPE, Coordenadora do LIAR – Laboratório Interdisciplinar de Anfíbios e Répteis
Palestra 3: Projeto Fauna Legal: maus tratos em animais silvestres
Palestrante: Luana Raposo

Palestra 4: Protegendo os primatas de Pernambuco: ação conjunta entre CETAS e UFRPE
Palestrante: Maria Adélia de Oliveira, Profª do Departamento de Medicina Veterinária da UFRPE e Gleyce Silva do Nascimento, graduanda de Medicina Veterinária, executora do Projeto Primatas de Pernambuco

Palestra 5: Levantamento de casos clínicos do CETAS Tangara
Palestrante: Natália Costa. Médica veterinária do CETAS Tangara, Pós-graduanda em clínica e cirurgia de pequenos animais

Palestra 6: Projeto Papagaio da Caatinga - Projeto Macacos do Sertão e Projeto Saguis do Nordeste
Palestrante: Yuri Valença. Biólogo, Mestre em Biologia Animal, responsável pelo CETAS Tangara

A

Mesa-redonda 2: Pesquisas científicas nas Unidades de Conservação – experiências, resultados e contribuições à gestão
Palestra 1: O que sabemos sobre os líquens no Nordeste Brasileiro?
Palestrante: Edvaneide Leandro de Lima

Palestra 2: Análise multidimensional da sustentabilidade da pesca artesanal em Unidades de Conservação
Palestrante: Beatriz Mesquita Pedrosa, pesquisadora da Fundação Joaquim Nabuco

Palestra 3: Entomofauna ocorrente em áreas restauradas e sua importância na conservação e manejo da biodiversidade
Palestrante: Maria da Penha Moreira Gonçalves. Profª Doutora em Ciências Florestais

Palestra 4: Percepção das comunidades do entorno sobre as Unidades de Conservação urbana e rural
Palestrante: José Severino Bento da Silva
Palestra 5: Áreas urbanas ou áreas rurais: qual uso do solo no entorno da floresta induz maior intensidade de efeito de borda sobre as características funcionais das plantas?
Palestrante: Tassiane Novacosque Feitosa Guerra. Bióloga, Doutora em Botânica e Gerente da Unidade de Gestão da Qualidade Ambiental da CPRH
Postar um comentário