Header Ads

Após intervenção na limpeza urbana, Paulista intensifica trabalho de remoção de lixo e entulho em vias públicas

A cidade do Paulista, na Região Metropolitana, começa a sentir os efeitos da intervenção na limpeza urbana. Com a chegada de mais máquinas e caminhões, o município está intensificando o trabalho nas ruas com mutirões de remoção de lixo e de entulho em pontos críticos. Nesta terça-feira (12.02), a comunidade do Tururu, no bairro do Janga, foi a primeira beneficiada pela ação, que deve chegar aos quatro cantos da cidade nas próximas semanas.
O mutirão realizado no Tururu contemplou diversas vias da comunidade, entre elas, a Avenida Floresta e as ruas Getúlio Vargas e Edson Régis. Ao todo, sete caminhões do tipo caçamba e duas máquinas retroescavadeira foram empregados no serviço. A ação foi coordenada pela Secretaria de Infraestrutura, Serviços Públicos e Meio Ambiente.
O titular da Executiva de Serviços Públicos, Risomar Campelo, informou que os mutirões de limpeza vão beneficiar todas as áreas da cidade. Na visão dele, a chegada das máquinas e dos caminhões potencializa o trabalho nas ruas. “Com esse reforço significativo teremos condições de percorrer toda a cidade realizando os mutirões. Vamos intensificar o trabalho e concluir num menor espaço de tempo”, frisou.
A moradora do Tururu, Andrea Paula de Albuquerque, 37 anos, revelou que o acúmulo de lixo na Av. Floresta incomoda bastante. Ela acredita que a prefeitura até tem feito a parte dela, mas a comunidade não vem ajudando. "Gostaria muito que a população pudesse manter esse trecho aqui da avenida limpo como está. Fico feliz quando a prefeitura realiza a remoção do lixo, mas pouco depois começam a jogar tudo de novo. É uma pena. Todos deveriam colaborar", argumentou a segurança.
INTERVENÇÃO – A ação desta terça-feira ocorre poucos dias depois da intervenção realizada pela gestão municipal junto à empresa responsável pelo lixo da cidade. A decisão adotada pelo prefeito Junior Matuto levou em consideração a má qualidade do serviço prestado pelo ente privado na PPP.
Na prática, o que muda é que o poder público municipal indica um interventor para chefiar as ações de limpeza urbana na cidade. A expectativa é de que alguns serviços que não estavam sendo realizados pela empresa sejam retomados nos próximos dias, a exemplo da capinação, varrição e pintura de meio-fio. O incremento de pessoal, máquinas e caminhões também está inserido nesse contexto.

Nenhum comentário