Header Ads

Profissionais de Olinda têm semana de preparação contra a hanseníase

Olinda vai receber, a partir desta segunda-feira (08), a 4.ª Etapa do projeto Abordagens Inovadoras para Investigação e Esforços para um Brasil Livre da Hanseníase. Desta vez, a capacitação prática terá a presença de pacientes. O curso será voltado para os médicos e enfermeiros que trabalham nas unidades de saúde da cidade. A capacitação será promovida pelo médico Humberto Barreto, (Médico sanitarista pela FIOCRUZ e mestre em Saúde Coletiva pelo ISC-UFBA Título de especialização em Hansenologia pela AMB. Ele é servidor do Ministério da Saúde desde 1988).  A programação seguirá até a sexta-feira (12.04), das 8h ao meio-dia e das 13h30 às 17h30, no auditório da Policlínica Barros Barreto, no Carmo.

O Projeto é organizado em parceria com Ministério da Saúde, Organização Pan-Americana de Saúde e Fundação Nippon e as secretarias municipais e estaduais de Saúde.

A iniciativa, que começou em 2017 será concluída em dezembro deste ano e passa por 5 estados do Brasil, os quais têm maior índice de casos de hanseníase. Pernambuco é o 9º na escala nacional de casos confirmados e  Olinda, atualmente tem 132 pacientes em tratamento.

Antes, as preparações contaram com informações sobre grau de dificuldade no diagnóstico, tratamento e preconceito em relação à doença. A hanseníase é uma doença infecciosa e entre os sintomas estão manchas na pele, falta de sensibilidade e caroços também espalhados na pele. É uma enfermidade que tem cura, mas precisa iniciar o tratamento logo no início.

"As capacitações que nossos profissionais recebem são sempre fundamentais para melhor atender os pacientes da hanseníase, até pelo número de casos em menores de 15 anos. Algo que precisa de bastante empenho da família das crianças, por exemplo, para levá-las aos postos de atendimento", destacou a coordenadora municipal de Hanseníase e Tuberculose, Deisiany Carvalho.

Nenhum comentário