Header Ads

ad

AIDS - Aumento do contágio entre mulheres preocupa autoridades

Clique na imagem para vê-la em seu tamanho original
A qualidade das políticas públicas ligadas à educação e prevenção da AIDS foi o tema do pronunciamento do deputado Adalto Santos (PSB), ontem, na Assembleia Legislativa de Pernambuco. “A evolução dos medicamentos trouxe à população o falso pensamento de que a doença não é mais perigosa”, alertou. 

O parlamentar registrou que, atualmente, as mulheres são as maiores vítimas da epidemia. “Relatório da ONU mostra que, na faixa etária entre 15 e 25 anos, 60% das pessoas infectadas são do sexo feminino. Dados oficiais do Ministério da Saúde comprovam que as casadas ou que possuem parceiros fixos também estão sendo contaminadas. Nesses casos, a proporção é de três mulheres infectadas para um homem”, informou. 

O socialista cobrou ações dos Governos Federal e Estadual, a fim de conscientizar a população. Também ressaltou proposta do médico Dráuzio Varela de responsabilizar criminalmente os homens que infectarem as esposas. “Esse ato corresponde a crime previsto no artigo 129, parágrafo 2o do Código Penal”, registrou, citando a recente decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) que configurou o contágio como lesão corporal grave. 

Por fim, Adalto Santos informou que irá sugerir ao Congresso Nacional e ao Governo do Estado que invistam em medidas educacionais, não apenas na massificação do uso de preservativos, a exemplo da camisinha.
Postar um comentário