Header Ads

ad

Fortaleza - Cuca é inaugurado com obra ainda inacabada

Entregue, ontem, pela Prefeitura, algumas parte s do Cuca Chico Anysio necessitam de reparo e equipamentos
Depois de mais de dois anos de obra, a prefeita Luizianne Lins, inaugurou, na manhã de ontem, o Centro Urbano de Cultura, Arte, Ciência e Esporte (Cuca) da Secretaria Executiva Regional V, o Cuca Chico Anysio, localizado às margens da Lagoa do Mondubim. Apesar da solenidade, o equipamento não encontra-se pronto para ser utilizado pelos mais de 135 mil jovens da Regional V que serão beneficiados.

FOTO: MARÍLIA CAMELO

A pista de skate, por exemplo, ainda precisa receber cimento e reparos, assim como a ciclovia e a quadra de esportes. Os banheiros, por sua vez, estão carentes de ajustes e equipamentos fundamentais para o seu uso, como aparelhos sanitários. A piscina encontra-se pronta para uso.

No total, a intervenção custou mais de R$ 15 milhões, sendo R$ 13,5 destinados à estrutura da obra, oriundos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e R$ 2,5 utilizados para a compra de equipamentos, adquiridos com recursos do Ministério da Cultura (MinC).
 

Apesar do Cuca necessitar de alguns reparos, o Secretário Executivo da Regional V, Récio Araújo, garante que o espaço está pronto. "Estamos entregando parte de uma obra muito importante para a população das Regionais", disse. O secretário reconheceu que algumas partes, de fato, precisam de reparos, mas que isso deve ser feito o mais breve possível.

Matrículas
De acordo com o secretário municipal de Juventude, Afonso Tiago Nunes, a partir de janeiro de 2013, o Centro já estará em condições de abrir matrículas. Os reparos que faltam, segundo o Nunes, podem ser feitos em alguns dias. Ainda conforme o gestor, o Cuca já recebeu mais de mil currículos de profissionais interessados em trabalhar no local A seleção, no entanto, ficará a cargo do prefeito eleito, Roberto Cláudio.

O recurso para a manutenção dos Cuca da Regional V, assim como dos demais Cucas das Regionais VI e I, é de R$ 10 milhões e, segundo Nunes, é suficiente para suprir as despesas dos equipamentos de um ano e meio a dois anos.

O plano inicial da Prefeitura, no começo do gestão, era construir seis Cucas, entretanto, somente três Regionais foram beneficiadas com o equipamento. "Os três Cucas de Fortaleza são estratégicos, porque se localizam em áreas onde os jovens são mais carentes ", explica o secretário. Apesar de localizado na Regional V, o Cuca Chico Anysio também deverá atender jovens de outras áreas, beneficiando, ao todo, aproximadamente 150 mil jovens.

Será entregue, também, na próxima segunda-feira (31), o Cuca da Regional VI, no bairro São Cristóvão, que homenageia Luiz Gonzaga, Rei do Baião.

FIQUE POR DENTRO
Demais Cucas devem ficar para próxima gestão
Dos seis Cucas prometidos pela Prefeitura desde 2005, três fazem parte da administração de Luizianne Lins, e os outros três devem ficar para a próxima gestão. O Cuca da Regional V segue o padrão dos demais. O equipamento vai oferecer ginásio coberto, anfiteatro, pista de esportes radicais, piscina semi-olímpica, campo de futebol de areia, cine-teatro, salas de aula e laboratórios para cursos de fotografia.

Além dos ambientes de formação e para a prática de esporte, os jovens contarão com áreas verdes e espaços de circulação e exposições onde poderão encontrar amigos, participar das atividades e conhecer um novo universo de informações.

Fortaleza já conta com o Cuca Che Guevara, concluído em 2009. Os equipamentos fazem parte da Política de Juventude executada pela Prefeitura desde o ano de 2005, com o objetivo de garantir aos jovens o direito à educação, qualificação profissional, lazer, cultura, emprego, entre outros.

LÍVIA LOPES
Diario do Nordeste
Postar um comentário