Ads Top


Governador da Paraíba anuncia R$ 24 milhões para reforma de teatros

Quatro equipamentos culturais da Paraíba receberão investimentos para revitalização. Nesta segunda-feira (7), o governador da Paraíba Ricardo Coutinho assinou as ordens de serviço para liberação dos recursos, que serão aplicados na reforma e ampliação dos espaços. Serão benecifiados o Teatro Santa Roza e a Fundação Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa, o Cine São José, em Campina Grande, e o Teatro Íracles Pires, em Cajazeiras. O investimento total é de R$ 24 milhões. As obras serão fiscalizadas pela Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan).

De acordo com o governador, a Fundação Espaço Cultural (Funesc) passará por uma intervenção completa, avaliada em mais de R$ 19 milhões. Serão reformadas os banheiros, piso, escola de dança e a Praça do Povo. As redes elétrica e hidráulica também serão revisadas, para que o local possa receber climatização. A atual coberta será substituída por uma telha apropriada para este tipo de espaço, melhorando a acústica do ambiente.

http://www2.uol.com.br/JC/_ne10/cotidiano/foto/capital470.jpg

A entrada principal da Funesc será completamente modificada, atendendo a novas tendências arquitetônicas e de acessibilidade, informou Ricardo. Serão refeitas a bilheteria e a guarita e também serão construídos novos boxes comerciais. O estacionamento também será recuperado, e a iluminação melhorada. Ainda segundo o governador da Paraíba, o Teatro de Arena e o Cine Banguê terão as instalações reformadas. A biblioteca e a Estação Ciência receberão isolamento acústico e suas instalações elétricas e hidráulicas passarão por revisão.

Já o Teatro Santa Roza passará por uma recuperação desde a coberta, que será substituída por uma apropriada ao ambiente. Nos lambris, serão realizadas recuperação ou substituição de janelas e portas, inclusive dos camarins; a fonte lateral será restaurada; toda a rede elétrica passará por revisão, com especial atenção aos lustres do salão, assim como a rede hidráulica. Os banheiros também ganharão atenção especial. A coberta em telha canal do palco externo será substituída e o teatro receberá novas pintura e polimento do piso de madeira. O investimento total é de cerca de R$ 732 mil.

Segundo o governador, os equipamentos culturais da cidade nunca receberam revitalização nessas proporções. “Em 30 anos de existência, o Espaço Cultural nunca passou por uma grande reforma como a que vai ser feita agora. O Teatro Santa Roza também terá melhorias, o Teatro Ìracles Pires, em Cajazeiras, será  o maior do sertão nordestino e em Campina Grande nós vamos revitalizar o Cine São José, que também será teatro. Vamos transformá-lo em um grande ponto de cultura”, discursou.

http://www2.uol.com.br/JC/_ne10/cotidiano/foto/interior470.jpg

CAMPINA GRANDE - Parte importante do Patrimônio Histórico da Paraíba, o Cine São José será reformado e ampliado. A construção de 1945 ganhará camarins e sala de Dimmers (na área do teatro), sala de multiuso e uma área livre coberta no subsolo. No pavimento térreo, será feita uma área de mesas, cozinha, café e banheiro. Toda a área da coberta (487,5 metros quadrados) será substituída por telhas termoacústicas tipo sanduíche, bem toda a estrutura metálica também será trocada. A obra está orçada em R$ 2,5 milhões.

CAJAZEIRAS  - No Teatro Íracles Pires, serão executados os serviços de demolição de partes antigas, mudança na coberta, intervenções na alvenaria, movimento de terra, nos revestimento e pisos; pintura, esquadrias (portas e janelas), instalações hidráulicas e elétricas. O teatro também será ampliado. Serão construídos novos camarins, rampa de acessibilidade, bilheteria, diretoria, sala de técnica, baterias de banheiros para o público, adaptados para deficientes, refeitório, cozinha, almoxarifado, depósito, reforma do jardim, banco em concreto armado, local para grupo gerador semi-enterrado, salão de dança, ampliação no numero de lugares (de 176 para 240) e um reservatório elevado com capacidade para 10 mil litros. O investimento total, será de R$ 2,3 milhões.

O prazo para conclusão das obras é de 180 dias, exceto da Funesc, que tem prazo de 360 dias. Nesta terça-feira (8), a diretoria da Suplan se reunirá com representantes da Funesc e da empresa responsável para traçar o plano da obra com o objetivo de não atrapalhar o funcionamento das atividades nesses locais.

Do NE10
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.