Festa da Lavadeira está fora do Marco Zero neste ano

lavadeiramont.jpg



Depois de ter sido expulsa da Praia do Paiva, a tradicional festa da Lavadeira sofre mais um golpe. A prefeitura do Recife vetou a realização do evento no Bairro do Recife, de acordo com a organização da festa.
“Por telefone, faltando duas semanas para o evento, nos disseram que a festa era grande demais e não haveria condições de ser realizada lá”, conta um dos organizadores, Eduardo Maia. “Por enquanto, a festa não está autorizada, mas vamos tentar reverter isso”, disse.
“Desde o ano passado sabem da solicitação e nunca foi negado. No início do ano, com a mudança de gestão, demos entrada na solicitação. No dia 03 de abril nos comunicaram de que não ia ser possível fazer o evento no Marco Zero. Solicitamos o Cais do Alfândega, que também foi negado, por questões de mobilidade. Propusemos então o bairro de São José. A Dircon autorizou, a CTTU também, mas no final da tarde do dia 11 de abril nos ligaram e disseram que só seria possível no Parque de Exposições do Cordeiro. É como colocar um tubarão em uma lata de sardinha”, reclama Eduardo Maia.
De acordo com ele, cinquenta grupos de cultura popular já estavam previamente acordados para se apresentar na festa no dia 01 de maio. Nomes como Lia de Itamaracá, Maracatu Estrela Brilhante, Maracatu Porto Rico, Coco Raízes de Arcoverde. “São grupos representantes de 15 municípios de Pernambuco”, frisa Eduardo.
A festa é produzida com verbas da Secretaria de Turismo do Estado e da Prefeitura do Recife. Desta última, a organização espera R$200 mil em verbas e R$100 mil em estrutura. O dinheiro dos cachês, de acordo com Eduardo Maia, é proveniente de emendas parlamentares. A Festa da Lavadeira é reconhecida pela Lei nº 13.042 como patrimônio Cultural e Imaterial de Pernambuco.
O que a Prefeitura do Recife diz
A prefeitura diz que a tendência é de que o Marco Zero receba cada vez menos eventos e, por isso, foi negado o espaço para a Festa da Lavadeira. Oficialmente, somente o Marco Zero foi solicitado, ainda de acordo com a prefeitura.
O Marco Zero começou a ser um dos principais locais de eventos ao ar livre no Recife desde que foi remodelado, em 1999. Vamos ver que tipo de evento vai acontecer por lá, de agora em diante.
A assessoria da secretaria de Mobilidade e Controle Urbano enviou a nota abaixo:
“A Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc) informa que não autorizou os responsáveis pela Festa da Lavadeira realizar o evento no Marco Zero. A pasta aguarda que os responsáveis pela festa solicitem um outro local para o evento. No ano passado, 17 eventos de grande porte ocorreram no local. Entre montagem e desmontagem das estruturas e realização dos eventos, estima-se que em mais da metade do ano o Marco Zero ficou ocupado por algum tipo de equipamento. De acordo com o secretário João Braga, o Bairro do Recife tem sido redescoberto pela família recifense e a tendência é que o Marco Zero receba um número bem menor de shows e festividades a partir deste ano.”
lavantiga.jpg 
Histórico
A Festa da Lavadeira passou 26 anos na Praia do Paiva, local ao qual estava intimimamente ligada. No ano passado, a prefeitura do Cabo de Santo Agostinho proibiu a festa, alegando danos ao meio-ambiente, já que se tratava de uma reserva ambiental. Mesmo assim, as raves continuaram.
Em 2012 a festa da Lavadeira aconteceu no Recife Antigo, com quatro focos de atrações. Mas não era mais a mesma coisa. Como imaginar a festa sem a lama e sem a louvação a Iemanjá na beira mar?

Fonte: Diário de PE
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.