Header Ads

header ad

Trabalhadores dos Correios decidem pela continuidade da greve

Em assembleia realizada ontem(13) no centro do Recife, na Avenida Guararapes, em frente ao edifício central dos Correios, os trabalhadores dos Correios entenderam que houve avanço na proposta, ao sair de 5,27 para 8%. No entanto, um ponto preocupante na avaliação da proposta feita é relativo ao plano de saúde (cláusula 11 do acórdão), os trabalhadores querem a segurança de além de não haver exclusão, como versa o texto, mas, também, a segurança de que não haverá impedimento de novas inclusões de dependentes (filhos, esposa, pai e mãe) de todos os trabalhadores, independente de tempo de serviço e seja garantida  que não haverá outra pessoa jurídica responsável pela administração do plano Correios Saúde e o mesmo seja mantido nos mesmos moldes vigente.
 É certo de que há um repúdio dos trabalhadores quanto à objeção da empresa em não rever o piso salarial, uma vez que o percentual oferecido (8%) tem um impacto imperceptível no poder de compra, principalmente do salário base dos trabalhadores da ECT, postura que poderia ser revisto pela empresa com um aumento linear.

Dentre a pauta de reivindicações estão a luta por:
  • Mais contratações de concursados;
  • Fim da sobrecarga de trabalho;
  • Investimentos em saúde e segurança dos trabalhadores;
  • Urgente investimento em segurança nas unidades dos correios, principalmente nas que operam o banco postal.

Nessa segunda-feira, 16 de setembro de 2013, pela manhã, o Sindicato realizará piquetes nas unidades, e às 16h,  assembleia geral em frente ao edifício sede dos Correios, na avenida Guararapes, Recife-PE.
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.