Header Ads

PUBLICIDADE

Chegada de profissionais do programa Mais Médicos preenche lacuna na rede do Paulista

A rede de Saúde do Paulista ganhou um reforço com a chegada de cinco profissionais do programa Mais Médicos. E para recepcionar o grupo, a Secretaria Municipal de Saúde realizou, nesta quinta-feira (04), um acolhimento com esses novos servidores. Com a chegada deles, as Unidades de Saúde da Família Edgar Alves I, Albert Sabin II, Jardim Alto, Arthur II Alto, Jardim II baixo passam a contar com médico. Essas unidades estavam sem generalista desde que o Ministério da Saúde decidiu realizar mudanças no programa Mais Médicos. 
Durante o encontro, que ocorreu em Maranguape I, os profissionais tiveram a oportunidade de conhecer detalhes sobre o fluxo e contra fluxo da rede; o perfil social, epidemiológico e demográfico da população; a taxa de cobertura e quais os serviços oferecidos no município. O acolhimento também serviu para integrar os médicos aos profissionais que atuam na gestão da Saúde na cidade.
Segundo Renata Ferreira, superintendente de Atenção à Saúde do Paulista, encontros assim são de fundamental importância.  “A gente teve agora de manhã um momento maravilhoso onde a nossa equipe pôde conversar e tirar dúvidas com os novos servidores. Também priorizamos esse momento porque entendemos que o acolhimento é fundamental para que o atendimento do profissional seja de uma forma muito mais humanizada”, disse.
A médica Verônica Santos, que vai atuar na USF Albert Sabin II, achou bem bacana essa iniciativa. “Eu me senti muito bem recebida nessa reunião, e acho muito importante conhecer a rede de Saúde do município que vamos trabalhar. Isso da uma segurança de saber que temos uma equipe na reta guarda para o que a gente precisar no nosso dia a dia”, comentou. Já o médico Venâncio Lima, que vai para a USF Jardim Paulista Alto aprovou o acolhimento.  “Para nós que estamos chegando agora, isso é muito gratificante e o evento de hoje foi bem dinâmico e que isso tenha mais vezes”, destacou.
A secretaria de Saúde do Paulista, Fabiana Bernart, explicou que ano passado o programa Mais Médicos foi reestruturado e com isso, o município perdeu 17 médicos cubanos. “A partir dessa perda, algumas vacâncias foram preenchidas e outras não. Desta maneira, estávamos aguardando o Ministério da Saúde nos enviar esses profissionais”, frisou. Em paralelo, a gestão municipal segue chamando profissionais de diversas áreas, que prestaram concurso público ano passado. No último chamamento realizado no começo do mês, foram convocados nove médicos, entre eles, clinico geral e médico de Estratégia da Saúde da Família.  “Recentemente fizemos uma nova chamada para preencher as lacunas da rede e temos a perspectiva que com a quarta chamada cerca de 20 médicos chegue às unidades e, consequentemente, não haverá mais déficit no território”, finalizou Bernart.

Nenhum comentário