Header Ads

Prefeitura do Recife avança na recuperação das pontes da cidade

O prefeito Geraldo Julio aproveitou a manhã deste sábado (24) para acompanhar o andamento de importantes obras do Recife. A primeira intervenção a ser vistoriada foi a Ponte da Torre, que com mais de 30 funcionários em atividade, que já está com cerca de 30% finalizada, com previsão de conclusão em março de 2020.Em seguida o prefeito verificou o andamento das obras da Av. Pinheiros, importante via da Imbiribeira, que já havia pleiteado a obra há muitos anos.

“Estamos fazendo não só a recuperação da Ponte da Torre, como da Ponte do Derby também. A obra da Ponte da Torre é muito grande, está sendo feita toda a parte de estrutura, todo o revestimento da parte de baixo da Ponte. E na Imbiribeira, estamos realizando um grande sonho da comunidade, na avenida Pinheiros, que está recebendo uma obra de mais de R$ 3 milhões, com drenagem, pavimentação, numa via que é importante para a comunidade e para o bairro inteiro”, destacou o prefeito Geraldo Julio.

As obras para a recuperação estrutural das pontes do Derby e da Torre foram iniciadas em março deste ano pela Prefeitura do Recife, com previsão de conclusão para março de 2020. As intervenções nos importantes trechos de ligação de áreas de Recife, executadas pela Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb), preveem a restauração das estruturas, totalizam um investimento de R$ 11.1 milhões. Na Ponte da Torre, 30% da infraestrutura já foi executada.

Já na ponte do Derby, erguida em 1949, com o objetivo de ligar o centro do Recife a Zona Oeste da cidade, a intervenção já está com 45% da superestrutura concluída. São 32 funcionários em atividade para a realização da obra que está com o cronograma dentro do previsto. As duas pontes passarão pelo mesmo processo de recuperação, uma vez que ambas apresentam características geométricas, estruturais e patológicas semelhantes, com vão central de 120 metros cada uma.

A próxima ponte a ser recuperada, dentro do Programa de Recuperação das Pontes do Recife é a Motocolombó, em fase final de licitação. Ainda neste ano será lançada a licitação para a restauração da ponte Princesa Isabel  e está em andamento o processo licitatório para elaboração de projeto para o viaduto/ponte de Joana Bezerra, ponte Giratória e Joaquim Cardoso.

Em 2015, a Emlurb investiu, com recursos próprios, cerca de R$ 1,5 milhão na recuperação e reconstrução da ponte do Rio Tejipió. Em 2018, o órgão concluiu a recuperação estrutural da ponte na Rua José C. Cosme, em Dois Unidos, intervenção que contou com a demolição da antiga estrutura e construção de uma nova em concreto. O serviço teve um custo de R$ 800 mil. A nova ponte com 16 metros de extensão, cruza o Rio Morno, no ponto localizado na Rua José C. Cosme. A estrutura foi projetada para a passagem de veículos nos dois sentidos, além de passeio para pedestres com guarda-corpo. 

Todos os anos, a Emlurb também realiza a manutenção externa das pontes. Os serviços abrangem a pintura das estruturas, pequenos consertos nos elementos mais visíveis como guarda-corpo, vigas de bordo, iluminação e passeios, por exemplo. Estas ações também funcionam como uma camada de impermeabilização para o concreto, além de eliminar as pichações existentes nas estruturas.

AVENIDA PINHEIROS - A segunda intervenção visitada pelo gestor municipal foi a obra foi um pleito bastante demandado pelos moradores do bairro da Imbiribeira, Zona Sul da cidade. Avenida Pinheiros, importante corredor da região, está sendo beneficiada com uma ação de recapeamento, trazendo melhorias para o tráfego local e mais segurança e conforto para os usuários e moradores do bairro, eliminando também pontos críticos de alagamento existentes. A rede drenagem já está com 85% dos serviços concluídos e a pavimentação será iniciada assim que a drenagem for finalizada. No local, estão sendo recapeados 1.092 metros de via, o que corresponde a uma área de 13.104m². Além disso, estão sendo implantado 1.208 m de tubulações, 38 poços de visitas e 32 caixas coletoras, trazendo melhorias significativas à drenagem da área. Com prazo de conclusão para a primeira quinzena de setembro, a obra representa um investimento de R$ 3.2 milhões.

Nenhum comentário