Header Ads

PUBLICIDADE

Prefeito Junior Matuto monta estratégia para minimizar danos ambientais caso vazamento de óleo atinja às praias do Paulista

O prefeito Junior matuto, em reunião realizada no final da manhã desta terça-feira, 22.10, com gestores municipais e uma equipe de técnicos da CPRH, definiu estratégias de ação integrada da prefeitura, para minimizar possíveis danos ambientais caso a mancha de óleo que atingiu o litoral sul, chegue as praias do Paulista.
No primeiro momento da reunião, o Chefe do Setor Administrativo das Unidades de Conservação da Secretaria de Meio Ambiente do Estado, Cosme de Castro Junior, informou como está a situação nos outros municípios e passou com detalhes as estratégias adotadas pelo governo Paulo Câmara e da participação colaborativa da população na ação.
“Nós estamos ainda sem informações concretas de onde e qual a quantidade do vazamento que está atingindo nosso litoral. Portanto, não sabemos ainda se já chegou tudo ou se ainda teremos mais óleos chegando em nossas praias. Já foram recolhidos quase 300 toneladas do óleo no nosso litoral, graças ao trabalho do governo do Estado junto à população, cuja ação foi fundamental no recolhimento deste material. Porém precisamos organizar tudo para que possamos agir de forma ordenada e não causar prejuízos à saúde dos voluntários,” adiantou Cosme.
O prefeito Junior Matuto informou que a Secretaria de Meio Ambiente do município tem reforçado o monitoramento que já existe, por conta das desovas e eclosão dos ninhos de tartarugas nos 14km de praias, e vai mobilizar todos os secretários para que indiquem representantes de cada secretaria, para formar uma brigada de plantão para ser acionado em caso de emergência.
“Já chamei uma reunião com nossos gestores e vamos montar esta brigada. É fundamental que estejamos preparados, mesmo sem ter certeza que esta mancha chegue em nossas praias. Vamos mobilizar também as ONG´s que atuam na orla no viés do Meio Ambiente e as colônias de pescadores, pois minha principal preocupação é com o Rio Timbó, onde moram várias famílias dependem da pesca. Vamos também buscar parcerias para garantir equipamento de proteção individual e doações caso precisemos atuar no recolhimento do óleo. Não dá pra ver o problema chegar de braços cruzados. Vamos nos preparar para enfrentar a situação,” finalizou Junior Matuto.
Na reunião, que aconteceu na secretaria de Saúde do município, ficou combinado que dois representantes da prefeitura do Paulista – Meio Ambiente e Defesa Civil, seriam inseridos no grupo de WhatsApp para acompanhar o trabalho que está sendo feito no Estado. Participaram da reunião o Chefe de Gabinete, Francisco Padilha, o Assessor do Núcleo de Sustentabilidade Urbana do Paulista, Herbert Andrade, e as técnicas da CPRH, a Educadora Ambiental Janilse Gonçalves e Taisa Clementino, assessora de Gestão Ambiental.  

Nenhum comentário