Header Ads

PUBLICIDADE

Educação do Paulista promove seminário para reforçar a cultura de paz no ambiente escolar

Com o intuito de envolver a sociedade sobre a prevenção da violência no ambiente escolar, como por exemplo, o Bullying, e mostrar mais do Programa de Cultura de Paz (PROPAZ), a Prefeitura do Paulista juntamente com a Polícia Civil de Pernambuco, realizou nesta quarta-feira (20), um seminário “Ação integrada pela educação e contra a violência”, no auditório do SENAC, em Jardim Paulista. O evento contou a participação dos representantes do Departamento de Policia à Criança e ao Adolescente (DPCA), da Força Nacional; Conselheiros tutelares; Instituto Maria da Penha; Poder Legislativo; Visão Mundial e do Governo Presente.

Durante a ocasião foi apresentada uma peça dos alunos da rede municipal, no qual, retrataram situações desagradáveis nas escolas, além de momentos de diálogos para debater questões como, as contribuições da Sociedade Civil pela Educação e Contra a Violência e Os Desafios do Poder Publico no fortalecimento da rede de Proteção no ambiente escolar.

A delegada da Polícia Civil da DPCA do município, Mariana Pontes, aproveitou o momento para ressaltar a importância do departamento no Propaz. “Atuamos de forma preventiva, levando para os estudantes através de palestras nas escolas, mais conhecimento sobre temas como, direitos e deveres da criança e do adolescente, o uso de drogas ilícitas e implicações ilegais, atos infracionais entre outras coisas” afirmou Ponte.

A estudante da Escola Municipal Heinz Hering, Izadora de Brito, de 15 anos, faz parte do programa. Para ela, está sendo um momento de muito aprendizado. “Eu estou aprendendo varias coisas boas nesse programa, pois ele vem ajudando muitas pessoas, tanto quem faz parte na escola, como na sociedade, já que ele estimula a paz e a harmonia na escola, e consequentemente passamos esse aprendizado para os nossos amigos e familiares”, comentou a integrante.
Segundo o Secretário de Educação do Paulista, Carlos Júnior, esse seminário teve como objetivo, envolver a sociedade, esclarecer as dúvidas do programa Propaz e agregar ainda mais conhecimento sobre o tema. “A educação é o elo para promover esse espírito de paz nessas crianças e adolescentes no convívio diário, e qualquer pessoa que queira procurar informações ou que esteja sofrendo qualquer tipo de violência ou que esteja envolvido nas drogas ou algo do tipo e queira sair, ele pode nos procurar”, frisou o secretário.

Nenhum comentário