Header Ads

Governo do Estado fecha 2019 com projeção de R$ 693,3 milhões em investimentos incentivados pelo Prodepe

A última reunião do ano realizada hoje (26/12), pelo Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic) apresenta bons números para o cenário econômico pernambucano, com a aprovação de 25 projetos privados que deverão aportar R$ 273 milhões, com a previsão de 651 novos postos de trabalho em 2020, sendo 587 sediados no interior (90%). Trata-se do maior volume de investimentos e segundo maior em previsão de empregos entre as seis reuniões realizadas em 2019. No acumulado do ano, o aval do Conselho, formado por representantes do Governo e dos setores produtivos, às iniciativas privadas somam R$ 693 milhões, com a projeção de 3.138 empregos.
Em contrapartida aos investimentos a serem realizados, os investidores desfrutarão dos incentivos fiscais do Programa de Desenvolvimento de Pernambuco (Prodepe), ofertado pelo Estado de Pernambuco às indústrias, centrais de distribuição e importadores atacadistas. O último encontro do ano do Condic foi realizado na sede da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, sob comando do secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach e do presidente da AD Diper, Roberto Abreu.
De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, 2019 foi um ano de muita dedicação e esforço desenvolvido pelo trabalho integrado da equipe da Sdec. “Rodamos o estado para conversar e dialogar com quem produz para entender a realidade de quem está no batente e criar políticas que possam gerar ainda mais desenvolvimento para o Estado. Conseguimos implantar este ano políticas de atração de investimentos fortes, com uma boa base de dados de cada cadeia produtiva e cada segmento de mercado, identificando oportunidades para buscar empreendimentos e empreendedores em Pernambuco, fora do estado e do Brasil. Fechamos 2019 somando quase R$ 15 bilhões em investimentos anunciados, com a expectativa de gerar mais de 20 mil postos de trabalho. Em 2020, vamos trabalhar ainda mais para tirar do papel esses projetos”.
Entre os destaques da reunião, estão a expansão da Ambev, em Itapissuma e a instalação da fábrica Roma Jeans, em Toritama. A ampliação da Ambev se destaca pelo volume de investimentos aplicados, ultrapassando os R$ 155 milhões em melhorias no seu parque industrial para a produção de uma nova linha de artigos. Os benefícios concedidos à Ambev contemplam a produção final de bebidas e se estendem à importação de matéria-prima, como malte de cevada e lúpulo.
Já em número de empregos gerados o destaque é a fábrica Roma Jeans, em Toritama. A expectativa é que a empresa promova a geração de 254 novos postos de trabalho a partir de 2021, quando as atividades de produção forem iniciadas, atingindo a fabricação de cerca de um milhão de metros de tecido Denin (jeans) por mês. Serão R$ 75 milhões em investimentos que incluem a aquisição do terreno, construção da fábrica, importação de máquinas e toda a operacionalização da planta. As obras de construção devem começar no primeiro trimestre de 2020.
O presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), Roberto Abreu e Lima, destacou o fortalecimento da interiorização do desenvolvimento no estado e a criação de postos de trabalho no interior. No ano, 63% dos projetos aprovados no Condic tem como destino o interior. Do total de R$ 273,3 milhões em investimentos aprovados neste Condic, 40,6% correspondem aos aportes destinados para o interior de Pernambuco. Já em número de empregos, o dado torna-se ainda mais relevante. Dos 651 empregos projetados, 587 vagas são para o interior (90%). “É importantíssimo levar o máximo de oportunidades de trabalho para municípios localizados em regiões mais distantes da capital. Nosso mantra é estimular o ambiente de negócios e ir mais além do que já vem sendo feito”, comemorou.
PRINCIPAIS NÚMEROS DA 109ª REUNIÃO DO CONDIC
Dos 25 projetos avaliados e aceitos no âmbito do Prodepe, 18 são de indústrias (13 no interior e cinco na RMR), 4 de importadoras e 3 de centrais de distribuição. O Governo do Estado conseguiu atrair investimentos em indústrias na ordem de R$ 273 milhões, sendo R$ 162 milhões destinados à RMR e R$ 111 milhões para o interior.
Juntos, os investimentos projetam a geração de 651 postos de trabalho, dos quais 587 estarão sediados no interior e 64 na RMR. Além da Roma Jeans, em Toritama, no Agreste Setentrional, os maiores empregadores deverão ser Divina Comércio Varejista, em Floresta, no Sertão de Itaparica (R$ 5,7 milhões e 127 empregos); e a Jamile Indústria Comércio de Biscoitos e Massas, em Feira Nova, no Agreste Setentrional (R$ 7,6 milhões e 104 postos de trabalho). A Jamile, a propósito, fará o terceiro maior investimento entre os anunciados.
Ao todo, 18 municípios foram contemplados, sendo cinco na RMR e 13 no interior. No interior são: Carpina, Bezerros, Feira Nova, Floresta, Garanhuns, Jucati, Limoeiro, São Bento do Una, Surubim, Toritama, Pedra, Pombos, Pesqueira. Na RMR são: Cabo de Santo Agostinho, Itapissuma, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes e Recife. Das 12 Regiões de Desenvolvimento (RD) de Pernambuco, seis deverão sediar os empreendimentos: Agreste Meridional (3), Agreste Setentrional (4), Agreste Central (4), RMR (5), Sertão de Itaparica (1) e Zona da Mata Norte (1).
A reunião de hoje também aprovou um total 4 projetos de importação. A Riffel Moto Peças, para peças de motos, pretende se instalar em Olinda. Já a Comercial Safra, no Recife, está ampliando sua linha de produtos, assim como a Antares Importação e Exportação. A Pernord Ricard, no Cabo de Santo Agostinho, também está ampliando sua linha de bebidas.
Foram ainda concedidos aval para 3 projetos destinados à ampliação com nova linha de produtos. Entre os destaques que receberam parecer favorável estão o Calcenter Calçados Centro-Oeste, no Cabo de Santo Agostinho; a Girando Comercio de Peças, no Recife e a Produtos Erlan, em Jaboatão dos Guararapes.
PRINCIPAIS NÚMEROS DO CONDIC EM 2019
Dos 118 projetos aprovados nas seis reuniões do Condic ao longo do ano, quatro empreendimentos elevaram o somatório de investimentos. A ampliação da Ambev é o principal pleito aprovado do ano, quando se fala em aportes financeiros, com R$ 155 milhões destinados para o seu futuro projeto de expansão. Em segundo lugar, está a Nova Tecelagem e Fiação, cuja aprovação aconteceu em reunião realizada em agosto. A empresa se instalará em Bezerros, a partir do ano que vem, fruto de investimento de R$ 100 milhões. A Roma Jeans, que vai abarcar R$ 75 milhões, em Toritama, surge em terceiro lugar. Em Escada, a construção da Brazilrice, anunciada em julho, destinará R$ 63,8 milhões para o empreendimento, sendo o quarto principal aporte no somatório do ano.
Em volume de empregos, a indústria Nova Tecelagem e Fiação lidera a lista com a prospecção de 545 postos de trabalho. Já em Toritama, a Roma Jeans beneficia o cenário local com a criação de 254 vagas. Outro projeto de destaque no ano em número de postos de trabalho foi a ampliação da linha de produtos da empresa, concedida pelo Condic em janeiro, à Pontas de Pedras Pescados, em Goiana, com a prospecção de 215 oportunidades. Em Paulista, a implantação da Indústria de Alimentos JMG puxa os índices do Condic com a projeção de mais 201 futuras vagas criadas. Tal projeto recebeu concordância do Conselho em julho.

Resumo das Reuniões do Condic –2019 (janeiro a dezembro 2019)
ReuniãoInvestimento projetadoEmpregos projetados
104ª (jan/2019
referente a dez/2018)
R$ 146 milhões793
105 ª (maio/2019)R$ 15,8 milhões269
106ª reunião (julho/2019)R$ 135,6 milhões617
107ª reunião extraordináriaR$ 100 milhões545
108º reunião (outubro/2019)R$ 22,5 milhões263
109º reunião  (dezembro/2019)R$ 273,3 milhões651
TOTALR$ 693,3 MILHÕES3.138

Nenhum comentário