Header Ads

Pódio Pernambuco Escolar coroa campanhas crescentes do Estado nos Jogos da Juventude e Paralimpíadas Escolares

O Pódio Pernambuco Escolar premiou, nesta quinta-feira (19), setenta e seis atletas e paratletas que participaram dos Jogos da Juventude e Paraolimpíadas Escolares. A primeira edição do evento surgiu com o objetivo de coroar as brilhantes campanhas que o Estado vêm apresentando nas competições nacionais através dos seus alunos-atletas e paratletas. Neste ano, Pernambuco conquistou 43 medalhas em Blumenau, nos Jogos da Juventude, enquanto em São Paulo, nas Paraolimpíadas Escolares, a terra dos altos coqueiros celebrou 33 conquistas. Estes são números recordes para Pernambuco, que nos últimos cinco anos saltou de 21 para 43 e de 13 para 33 medalhas, respectivamente, em ambas as competições. 

Na solenidade, representando o paradesporto escolar, foram premiados Hamilton César (Tênis de Mesa) e Luciana Hermínia (Natação), como melhores técnicos da rede pública e privada, respectivamente. Além do paratleta da rede pública, Luiz Henrique Pereira, e  Évelyn Caroline, da rede privada. O título de paratleta revelação ficou nas mãos de Allesson Lucas, do Goalball. Já no desporto escolar, Wellington da Silva (Japa/Handebol); Guilherme Negreiros (Basquete); Daniel Gonçalves (Atletismo) e Flávio Xavier (Natação) garantiram os troféus de melhores técnicos da rede estadual e privada nas modalidades coletivas e melhores técnicos da rede estadual e privada nas modalidades individuais, respectivamente. 

Como melhores atletas, foram escolhidos Gustavo Almeida (Futsal) e Letycia Lins (Handebol), ambos de modalidades individuais, da rede pública e privada, nesta ordem. Nas modalidades individuais, o prêmio ficou nas mãos de Pâmela Nievilly (Atletismo - rede pública) e Beatriz Bezerra (Natação - rede privada). Ainda sobrou espaço para os troféus de atleta revelação, conquistados por Mirelle Leite (Atletismo - rede pública) e Kawani Carneiro (Ciclismo - rede privada). 

“Foi incrível. Não imaginava que diriam o meu nome. Gostei muito da iniciativa da Secretaria, porque é um incentivo grande para a gente que tá começando. Isso me motiva ainda mais para buscar melhores resultados no próximo ano”, comemorou Evelyn Caroline, que conquistou o prêmio de melhor paratleta. “Uma surpresa grande. Me senti bastante realizado e também muito emocionado, fiquei sem palavras na hora. Estou muito feliz porque foi uma realização em relação ao meu trabalho. Saio satisfeito e motivado para o próximo ano”, acrescentou Wellington José, o Japa, ganhador de melhor técnico da rede pública nas modalidades coletivas. 

Antes dos grandes anúncios, os presentes puderam acompanhar uma cerimônia tipicamente pernambucana, passando por interpretações como a de Sofia Nunes, que trouxe ao palco sua versão da música Anunciação, de Alceu Valença, e apresentações artísticas da ginástica rítmica, balé do Compaz, bonecos gigantes e muito frevo. A solenidade contou também com as ilustres presenças dos campeões Luciano Corrêa, do Judô, e dos paratletas Carol Santiago e Phelipe Rodrigues, da paranatação, e Sandro Varelo, do paratletismo. 

Assim como na cerimônia do Pódio Pernambuco, o Pódio Escolar também separou um momento especial para render homenagens à imprensa, representada nesta tarde pela jornalista Irce Falcão. Há dez anos a profissional se dedica ao jornalismo esportivo à frente do Jornal Folha de Pernambuco. “Fiquei muito feliz porque é um reconhecimento ao trabalho que fazemos. O jornalista muitas vezes passa mais tempo na redação do que com a família, e ser reconhecida em um evento ligado ao desporto escolar é muito importante, não só por revelar talentos, mas por formar cidadãos”, destacou. 

“É uma alegria muito grande viver este momento, que é especial para todos nós. Quando pensamos no evento, sabíamos que era uma oportunidade grande de reconhecer esse alunos-atletas e paratletas, de parabenizar pelo grande trabalho ao longo do ano. Temos que cuidar do futuro do esporte de Pernambuco. A história de grandes competidores geralmente começa na escola, é onde descobrimos nossos grandes talentos. Estamos super felizes, foi um ano muito especial”, comemorou Fred Amancio, secretário de Educação e Esportes do Estado, que adiantou novidades sobre o Ganhe o Mundo Esportivo, que pela primeira vez terá vagas específicas para paratletas, e contou que a partir de 2020 serão reservadas 10% das vagas do Programa Bolsa Atleta para o desporto escolar. 

“Cada comentário e mensagem das pessoas que participaram aqui valeu por todo o ano. Valeu mais do que todas as conquistas. É muito bom celebrar um ano de recordes com esse reconhecimento e, acima de tudo, com essa emoção”, arrematou o executivo de Esportes, Diego Pérez. 

Confira os premiados:

Paradesporto Escolar
Revelação:
Allesson Lucas(Goalball)

Melhor Técnico:
Hamilton César (Tênis de Mesa - rede pública)
Luciana Hermínia (Natação - rede privada)

Melhor Paratleta:
Luiz Henrique Pereira (Atletismo - rede pública)
Évelyn Caroline (Atletismo - rede privada)

Esporte Escolar
Revelação:
Mirelle Leite (Atletismo - rede pública)
Kawani Carneiro (Ciclismo - rede privada)




Melhor Técnico:
Daniel Gonçalves - Atletismo (rede pública - modalidade individual)
Flávio Xavier - Natação (rede privada - modalidade individual)
Wellington José - Handebol(rede pública - modalidade coletiva)
Guilherme Negreiros - Basquete (rede privada - modalidade coletiva) 

Melhor Atleta:
Pâmela Nievilly - Atletismo (rede pública - modalidade individual)
Beatriz Bezerra - Natação (rede privada - modalidade individual)
Gustavo Almeida - Futsal (rede pública - modalidade coletiva)
Letycia Lins - Handebol (rede privada - modalidade coletiva)

Nenhum comentário