Header Ads

Novo sistema ajudará na eficiência das Ações de Cidadania

A Secretaria de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas recebeu a visita de equipe do Instituto de Investigação Tavares Buril (IITB), da Secretaria de Defesa Social, para apresentar o novo sistema para coleta de biometria e biografia para novas carteiras de identidade em Pernambuco. Os equipamentos serão colocados à disposição da população que participar das Ações de Cidadania, um dos principais eventos do Programa Governo Presente.
A apresentação do novo sistema foi prática, com a coleta dos dados do secretário Cloves Benevides, para emissão da carteira de identidade no novo modelo: será entregue em menos tempos e terá com mais informações do cidadão além do número do registro geral (RG), como CPF, título de eleitor, número do PIS/Pasep e outros dados. O perito papiloscopista Henio Procópio, que coletou os dados biográficos e biométricos do secretário Cloves Benevides, disse que as novas carteiras de identidade são entregues em dez dias. Antes da implantação do novo sistema, o cidadão recebia depois de quinze dias. A previsão é que em 30 dias o documento estará nas mãos do dono em cinco dias, prevê Henio Procópio.
O transporte do novo sistema será todo feito em uma caixa apropriada, que levará o sensor digital para coleta da impressão dos dedos da mão, equipamento fotográfico conectado a um computador para coleta detalhada dos dados faciais, incluindo a leitura biométrica da íris do cidadão, além da assinatura também coletada de forma digital. O equipamento faz a coleta dos dados em conexão em tempo real com o servidor do IITB.
Os novos parâmetros do documento de identidade atenderão ao Decreto Federal nº 9.278 de 2018, que padroniza as novas cédulas. Os estados têm até março de 2020 para cumprir a determinação.
A Ação de Cidadania é parte do Programa Governo Presente. A ações são um mutirão de serviços públicos e privados, difusão de informações sobre direitos e distribuições de itens de cuidados pessoais. As ações acontecem todas as semanas, em locais próximos às comunidades, em ambiente público, invariavelmente escolas da rede estadual. Em 2019, foram cerca de 200 mil atendimentos gerais e a Secretaria de Defesa Social realizou 22.183 atendimentos ao público. As próximas ações de cidadania vão contar com a coleta de dados biométricos e biográficos pelo novo sistema.

Nenhum comentário