Header Ads

PCR promove atividades para lembrar importância dos cuidados com a saúde mental

Até o fim deste mês, a Prefeitura do Recife promove diversas ações para chamar atenção sobre a importância dos cuidados com a saúde mental. As atividades realizadas pela Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife em diversos equipamentos de saúde da cidade fazem parte da Campanha Janeiro Branco, que este ano tem como tema “Precisamos falar sobre saúde mental”.
Dentro dos serviços da Rede de Atenção Psicossocial (Raps) no Recife, como os Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e as unidades de acolhimento, por exemplo, o assunto será tratado dentro das atividades de rotina, com usuários e familiares. Mas a programação também se estenderá a outros equipamentos de saúde, com distribuição de material informativo sobre a rede de atendimento da Prefeitura do Recife. A ação é organizada pela Gerência de Saúde Mental, em parceria com a Política de Práticas Integrativas e o Programa Academia da Cidade (PAC).
Nesta terça-feira (21), a ação acontecerá no Polo da Academia da Cidade da Lagoa do Araçá, na Imbiribeira, entre 6h e 8h. Para reforçar a importância da prática das atividades físicas como uma das formas de cuidar da saúde mental, haverá aulão de ginástica com os profissionais de Educação Física do PAC, haverá Tai Chi Chuan com os profissionais de Práticas Integrativas e abordagens sobre questões relacionadas à prevenção e educação em saúde mental.
No dia 29, as atividades serão no Polo do PAC localizado no Parque 13 de Maio, na Boa Vista. Neste dia, das 6h às 8h, os usuários poderão participar de um aulão da Academia da Cidade e também da dança circular, além de assistir a uma apresentação de percussão e outras atividades culturais.
A Praça do Largo da Paz, em Afogados, receberá as intervenções no dia 30, a partir das 9h, quando haverá aula com professoras da Academia da Cidade, apresentação de grupo de percussão e do grupo de Teatro do Consultório de Rua, além de aula de Tai Chi Chuan.
A programação se encerra no dia 31, no Polo da Academia da Cidade do Parque da Jaqueira, na Zona Norte do Recife, onde haverá aula com profissionais de Educação Física do PAC e também Tai Chi Chuan.
REDE - A Rede de Atenção Psicossocial no Recife é composta por 17 Centros de Atenção Psicossocial (Caps), dos quais 11 são unidades voltadas para transtornos mentais e seis para problemas relacionados a álcool e outras drogas. Os Caps funcionam com equipe multiprofissional, formada por médico psiquiatra, terapeuta ocupacional, assistente social, enfermeiro, técnico de enfermagem, psicólogo, farmacêutico, entre outros.
Nessas unidades, há atendimento individual, atividades em grupo, trabalho com a família, visitas domiciliares e distribuição de medicamentos. Os usuários são atendidos de acordo com suas necessidades de saúde e vulnerabilidades, em diversas etapas. Atualmente, mais de três mil pessoas são atendidas nos Caps do Recife. A população pode procurar espontaneamente os Caps ou pode ir através de encaminhamento das unidades de saúde.
Ainda fazem parte da Raps do Recife três unidades de acolhimento, 24 leitos integrais em hospitais filantrópicos, 50 residências terapêuticas, seis Consultórios de Rua e dois Consultórios na Rua (este último é voltado à assistência integral à saúde da população em situação de rua de uma maneira geral, enquanto o Consultório de Rua é voltado mais especificamente aos usuários de drogas que estão nas ruas do Recife).
PRÁTICAS INTEGRATIVAS - Além da Raps do Recife, as pessoas que precisam de cuidados com a saúde mental também têm como opção na rede pública do Recife as Práticas Integrativas e Complementares (PICs), que são tratamentos que utilizam recursos terapêuticos alternativos aos tratamentos tradicionais, reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS).  Na rede municipal de saúde do Recife, a Política de Práticas Integrativas e Complementares possui duas unidades de referência: a Unidade de Cuidados Integrais do Recife (UCIS) Professor Guilherme Abath, no bairro do Hipódromo; e o Serviço Integrado de Saúde (SIS), no Engenho do Meio.
O acesso às práticas integrativas como acupuntura, yoga, homeopatia, reiki, auriculoacupuntura, automassagem, aulas de Tai Chi Chuan, danças circulares e outras ocorre por demanda espontânea ou por encaminhamento de profissionais de saúde. Nessas unidades, atuam fisioterapeutas, médicos, psicólogos, assistentes sociais, nutricionistas, farmacêuticos, profissionais de educação física, biomédicos, cirurgiões-dentistas e terapeutas ocupacionais.
Confira a programação da PCR para o Janeiro Branco:
21/01 - das 6h às 8h - Academia da Cidade da Lagoa do Araçá (Imbiribeira)
- Aula de ginástica na Academia da Cidade
- Tai Chi Chuan
- Abordagem, orientação e sensibilização sobre questões relacionadas à prevenção e educação em saúde mental, feitas pelos profissionais dos Caps.
- Distribuição de materiais informativos sobre a rede de atendimento e assistência da Secretaria de Saúde do Recife voltada para o cuidado com a saúde mental.

29/01 - das 6h às 8h - Academia da Cidade do Parque 13 de Maio (Boa Vista)
- Aula de ginástica na Academia da Cidade
- Dança Circular
- Atividades artísticas e culturais
- Apresentação de Percussão
- Abordagem, orientação e sensibilização sobre questões relacionadas à prevenção e educação em saúde mental
- Distribuição de materiais informativos sobre a Raps Recife

30/01 - 9h -  Praça do Largo da Paz (Afogados)
- Aula de ginástica na Academia da Cidade
- Grupo de Percussão da Raps Recife
- Grupo de Teatro do Consultório de Rua / Recife
- Tai Chi Chuan
- Abordagem, orientação e sensibilização sobre questões relacionadas à prevenção e educação em saúde mental
- Distribuição de materiais informativos sobre a Raps Recife

31/01 - das 6h às 8h - Academia da Cidade do Parque da Jaqueira
- Aula de ginástica na Academia da Cidade
- Tai Chi Chuan
- Abordagem, orientação e sensibilização sobre questões relacionadas à prevenção e educação em saúde mental
- Distribuição de materiais informativos sobre a Raps Recife

Nenhum comentário