Header Ads

Pernambuco tem a melhor geração de empregos do Nordeste

 Os dados são referentes ao mês de agosto e foram divulgados pelo Caged nesta quarta-feira

Pernambuco teve o melhor resultado na geração de empregos do ano, neste mês de agosto, e o mais positivo no ranking de nove Estados do Nordeste, segundo dados do Caged, divulgados nesta quarta-feira. Foram 37.178 contratações e 24.464 demissões, gerando um saldo positivo de pessoas com carteira assinada de 12.714 empregos. No mês, este é o melhor resultado em nove anos, segundo análise da série histórica e mostra uma reação da economia, mesmo num ano de pandemia e considerado muito difícil para pernambucanos. Comparado ao mês de julho passado, houve mais que o dobro no aumento de postos de trabalho. Em julho, o saldo foi de 4.624 admissões.

A indústria teve o melhor saldo, com 5.889 empregos, a agricultura manteve-se aquecida com 2.661, o comércio contratou 1.914, com o plano de retomada econômica, e a construção apresentou um saldo de 1.660. Até mesmo a área de serviços começou a reagir, revelando um número positivo de 590 admissões. 

Para o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, Alberes Lopes, os números mostram que o plano de retomada da economia iniciado pelo governo Paulo Câmara está dando certo. “Priorizamos a vida e, agora, estamos voltando com segurança ao trabalho, com alegria e esperança em dias melhores. Esse período do ano ainda nos dá mais expectativa porque a atividade na indústria da cana-de-açúcar volta a ser retomada e estamos chegando perto do 13º, que aquece o comércio. As Agências do Trabalho,  na primeira semana de reabertura para o trabalhador, com pré-agendamento on-line, ofereceu 200 vagas de emprego, e, na segunda semana, já subiu para 400”, destacou o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes.

BRASIL - De acordo com O Caged, o emprego celetista no Brasil apresentou expansão em agosto de 2020, registrando saldo de 249.388 postos de trabalho. Esse resultado decorreu de 1.239.478 admissões e de 990.090 desligamentos. No acumulado do ano, foi registrado saldo de -849.387 empregos no Brasil. Em Pernambuco, no acumulado do ano, o saldo foi de -69.984 postos de trabalho.

 

Nenhum comentário