Header Ads

Olinda oferece atendimento para pacientes de câncer de mama


 O mês de outubro, integralmente dedicado ao combate do câncer de mama terminou, mas a Secretaria de Saúde de Olinda não para com o tratamento para ajudar na reabilitação de quem teve a doença ou passou por uma mastectomia - retirada da mama. A Rede de Reabilitação do município realiza esse trabalho no Centro de Reabilitação de Olinda, no Bairro Novo; e nos dois núcleos de fisioterapia - em Águas Compridas e Ouro Preto.

 O tratamento já pode começar no período antes da cirurgia, quando a paciente tem seu corpo trabalhado para que os estresses funcionais e fisiológicos da intervenção sejam atenuados. "Já iniciamos com o fortalecimento da musculatura do membro superior homolateral afetado, exercícios aeróbicos, treinamento muscular e respiratório", explica a fisioterapeuta Anakettlem Santana.

 O pós-operatório segue o mesmo roteiro e a quantidade de sessões vai variar de acordo com a resposta da paciente. "Não há um período específico, algumas com 20 sessões já possuem um resultado positivo e recebem alta, outras continuam mais algum tempo conosco, visto que cada corpo reage de uma forma, deixando sequelas e limitações diferentes", ressalta.

 Vale lembrar que nem todo mundo vai precisar de reabilitação. De acordo com Anakettlem, alguns casos mais leves não deixam sequelas - e, portanto, não há necessidade de fisioterapia. "Quando há alguma limitação de movimento, linfedema ou quadro álgico (dor), o médico faz o encaminhamento e fazemos a reabilitação", conta.

Nenhum comentário