Ipojuca se destaca no PIB de Pernambuco - Portal Muito Mais - O seu portal de notícias!!!

ÚLTIMAS DO PORTAL

test banner

Post Top Ad

17 de dezembro de 2012

Ipojuca se destaca no PIB de Pernambuco

Cinco municípios pernambucanos foram destaque na participação do Produto Interno Bruto do Estado, segundo dados da Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco (Condepe/Fidem) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Recife, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Petrolina participam, juntas, com 57,9% do PIB de Pernambuco e concentram 31,2% da população total.

Apesar de Recife liderar o ranking das maiores economias do Estado, o destaque ficou com o município de Ipojuca que, entre os 185 municípios pernambucanos, apresentou a maior evolução no PIB em relação a 2009, quando o percentual passou de 8,78%, naquele ano, para 9,56%, em 2010. Atualmente, seu PIB é o 60º maior do Brasil e o 11º do Nordeste. Os destaques ficaram nas atividades do comércio, da indústria de transformação, concentradas no estaleiro Atlântico Sul, e nos serviços prestados às empresas.

Com relação ao PIB per capita, Ipojuca lidera o ranking e aparecer como o segundo do Nordeste e o 15º maior do Brasil, influenciado pelos empreendimentos localizados no Complexo Industrial Portuário de Suape. O segundo lugar ficou com Cabo de Santo Agostinho, seguido de Petrolândia, em virtude da presença da casa de força da Chesf, Itapissuma, com sua economia vinculada à sua indústria de transformação, especialmente a de alumínio, e Recife, devido a concentração do contingente populacional (18%).

Quando analisado o impacto do PIB por setor de atividade, as cinco maiores participações na agropecuária são, respectivamente: Petrolina, Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista, Buíque e São Bento do Una. Os três primeiros fazem parte da Região do Sertão do São Francisco, onde a agricultura irrigada é a atividade mais importante. Buíque, localizado no Agreste Meridional, tem nos setores agrícola e pecuária os motores da economia local, com destaque para os produtos e atividades do leite, mandioca, horticultura e bovinos. São Bento do Una, no Agreste Central, tem a pecuária como a principal atividade que dinamiza a economia da região, principalmente a produção de leite e de ovos, além da criação de aves e bovinos. Em menor escala está a horticultura.

Na indústria, Recife representa 23,2% do setor, na qual a construção civil foi a maior contribuição para a formação do Valor Adicionado Bruto industrial em 2010, seguida pela transformação (com os gêneros de bebidas, alimentos, metalurgia, química, minerais não metálicos e aparelhos e materiais elétricos). Ipojuca aparece com 11,3% do setor, concentrado na indústria de transformação, principalmente na fabricação de produtos químicos, de alimentos, transportes e construção civil. Os outros municípios em destaque no setor foram Jaboatão dos Guararapes (11,2%) e Cabo de Santo Agostinho (11,1%).

A grande concentração de riquezas no setor de serviços em Pernambuco está na capital. Recife corresponde a 34,2% do setor terciário pernambucano, segundo dados de 2010. De acordo com o relatório do PIB, esse alto grau de concentração pode ser explicado por dois motivos. “O primeiro é que o município gera maior valor em todas as atividades que compõem o setor; o segundo é que algumas atividades chegam a concentrar mais de 50% de seu volume na capital, como por exemplo, o setor financeiro”. O setor do comércio, administração pública, financeiro e os serviços imobiliários e aluguéis também fortalecem a geração o PIB da região.

Fonte:Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas - PE
Postar um comentário

Post Top Ad

test banner