Ads Top


Integração Nacional debate diretrizes de atuação para nova política de desenvolvimento

O tema foi apresentado durante Simpósio de Desenvolvimento Regional promovido hoje (16) na Câmara dos Deputados

Nesta quarta-feira (16), o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, compôs a mesa de discussão do Simpósio de Desenvolvimento Regional promovido pela Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (Cindra) da Câmara dos Deputados. Feito em parceria com a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado Federal, o evento debateu estratégias e desafios da execução de políticas voltadas para a redução das desigualdades sociais e regionais no país, reunindo representantes do governo federal, sociedade civil e classe acadêmica.

Na ocasião, Francisco Teixeira apresentou as novas diretrizes que estão sendo desenvolvidas pela Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) do ministério para a elaboração da nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR). “Este material estabelece uma nova forma de atuação, mais equilibrada, para que toda a população seja alcançada. As metas têm sido trabalhadas em múltiplas escalas, com o objetivo de gerar um texto conciso e eficaz”, afirma.

Ele garantiu, ainda, que a reformulação da linha de trabalho é fundamental para atender de modo igualitário a todas as regiões brasileiras. “A PNDR é uma ferramenta básica para combater os desequilíbrios entre os estados. Há uma preocupação do governo federal, sobretudo do Ministério da Integração Nacional, em estabelecer uma nova estratégia de atuação, principalmente nas microrregiões, algumas ainda com economias estagnadas”, esclareceu o ministro.

Para a analista de Políticas Públicas da SDR, Daniela Nogueira, o novo modelo de governança e os novos instrumentos que nortearão a PNDR são fundamentais para uma execução ampla e bem sucedida. Mas, antes disso, será preciso vencer os desafios vivenciados na Política anterior. “É necessário ter uma transversalidade absoluta entre os estados, começando pela aderência política ao pacto de metas, acordo proposto na Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional”, ressaltou.

Livro - O evento também marcou o lançamento do livro “Pauta de Desenvolvimento para o Brasil na Visão da Cindra”. A obra tem a finalidade de propor novas experiências e alternativas de fomento para o país e é resultado da contribuição de diversos atores indispensáveis ao desenvolvimento nacional e à integração das regiões brasileiras.

“Essa troca de experiências potencializa os resultados do trabalho realizados pelas áreas envolvidas com o tema e gera novas propostas de desenvolvimento regional”, garante Daniela Nogueira.As informações são da Assessoria de Imprensa do MIN.
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.