Ads Top


Ministério do Esporte sugere ação conjunta para melhorar gestão da ginástica brasileira

Preocupação com o andamento da gestão da ginástica brasileira. Esse foi o resumo da avaliação que o secretario nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, Ricardo Leyser, expressou durante reunião com o medalhista olímpico nas argolas Arthur Zanetti, nesta quinta-feira (17.10), em Brasília. Para Leyser, o momento da gestão da modalidade contrasta com as conquistas dos atletas dentro dos ginásios. “Percebemos que existe um hiato entre o grau de desenvolvimento dos ginastas brasileiros, que estão alcançando patamares muito elevados, e a dificuldade da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) de prover os serviços e o atendimento adequado aos atletas no padrão de qualidade requerido”, analisou.

“Há algum tempo que o Ministério do Esporte vem acompanhando algumas questões que precisam ser discutidas e solucionadas. Vamos conversar com a CBG para avaliar a situação e verificar medidas corretivas, mas entendo ser necessária uma ação conjunta e mais incisiva do Ministério, do Comitê Olímpico Brasileiro e da Caixa – patrocinadora da modalidade – para melhorar a gestão da confederação, sobretudo nas ações de preparação da seleção para os Jogos Olímpicos de 2016”, argumenta o secretário. Ele explica que a execução do Plano Brasil Medalhas, lançado pelo governo federal para incrementar as modalidades olímpicas e paraolímpicas, no qual a ginástica masculina está incluída, “requer gestões fortes e presentes no monitoramento de cada ação, no acompanhamento do calendário e no apoio cotidiano às demandas dos atletas.”

Leyser se diz satisfeito por notar que Zanetti tem preocupação em melhorar a ginástica brasileira como um todo, não apenas em garantir o seu sucesso individual. “Compartilhamos a mesma preocupação, e queremos contribuir com a melhoria das condições dos nossos atletas”.

Segundo Zanetti, que é beneficiado pela Bolsa-Atleta do Ministério do Esporte, a reunião foi muito importante para iniciar um diálogo em busca de melhores condições aos ginastas. “Era isso que estávamos precisando. Essa foi uma das melhores reuniões que eu já tive, pois deixamos esclarecido o que está acontecendo na ginástica brasileira”, disse.

Ginásio em São Caetano do Sul
Entre as medidas que o Ministério do Esporte tomou para colaborar com o crescimento da ginástica está a construção de um novo ginásio em São Caetano do Sul, cidade que projetou Zanetti para o esporte e celeiro de futuros campeões da ginástica. O assunto foi pauta da reunião entre o medalhista olímpico e o secretário de Alto Rendimento. Em parceria com a prefeitura, que cedeu terreno na avenida Presidente Kennedy, o investimento do governo federal nas obras será de cerca de R$ 8 milhões. Leyser solicitou que o ginasta e seu técnico, Marcos Goto, passem a acompanhar o desenvolvimento do projeto, como garantia de que o ginásio atenderá às necessidades dos atletas e aos parâmetros oficiais das duas modalidades que abrigará, a artística e a rítmica.

Na próxima semana a equipe de engenharia do Ministério deve se reunir com a prefeitura de São Caetano para discutir o projeto, e Leyser gostaria de contar com a participação de Zanetti e Goto na reunião, para integrá-los ao trabalho. “Estamos exatamente na fase de fazer os ajustes necessários no projeto, e esta é a hora de contar com a opinião de ambos no aprimoramento da proposta”.

O Ministério e a prefeitura decidiram construir o ginásio não para ser o local de treinamento de Zanetti, mas para oferecer as melhores condições aos jovens que ali iniciam seu contato com a ginástica e seguem carreira no esporte. O entendimento é que o projeto desenvolvido por ele em São Caetano merece todo apoio do governo, porque é sério e contribui com a grandeza do esporte olímpico brasileiro. “O novo ginásio será um legado para a ginástica de São Caetano e principalmente para a garotada que se inspira no campeão olímpico e mundial”, finalizou o secretário. Além de financiar as obras, o Ministério vai equipar o ginásio.

Breno Barros
Foto: Ivo Lima
Ascom – Ministério do Esporte
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.