Header Ads

Audiência Pública debate sobre extensão do horário bancário em Paulista

O horário de atendimento ao público na rede bancária do Paulista foi tema uma Audiência Pública realizada na manhã desta quarta-feira(24.04) no plenário da Câmara dos Vereadores do município. Representantes do poder executivo, do poder legislativo, da rede bancária, do comércio, empresários em geral e sociedade civil puderam debater sobre a proposta de extensão do horário bancário na cidade.

De acordo com o autor do requerimento, o vereador Camelo do Seguro(PV), a extensão do horário beneficia e muito o município do Paulista. “Essa Audiência Pública dá início a uma grande batalha que teremos pela frente. Uma hora a mais no atendimento bancário representa muito para o município, seja na economia, seja na comodidade das pessoas ou no lucro dos comerciantes, visto que quando um munícipe se desloca para outra cidade, que possui atendimento até às 16h, para realizar uma transação bancária, ele não volta mais para comprar. Com isso, a tendência é o aumento dos empregos, visto que se o comerciante vende mais, ele contrata mais, aumenta também a arrecadação do município, e com o aumento dessa arrecadação, a gestão municipal poderá ampliar serviços oferecidos à população”, disse.

O Banco Central do Brasil é o órgão responsável em definir os horários de atendimento dos bancos no país. Atualmente em Paulista, os bancos funcionam entre 10h e 15h. Com o aumento no horário de atendimento, os bancos passariam a atender à população das 10h às 16h. Segundo o autor do requerimento, essa mudança não altera o ritmo de trabalho dos bancários, já que o expediente dos servidores encerra às 18h.

Representando a gestão municipal, o secretário executivo de Desenvolvimento Econômico do Paulista, Raimundo Lopes relatou que a economia do município tende a melhorar com a mudança. “Paulista tem que ser visto de outra maneira, pois, somos uma das maiores cidades do estado de Pernambuco, e possuímos uma economia crescente. Somos uma cidade cortada por quatro rodovias estaduais, uma rodovia federal, possuindo um anel viário excelente, sendo boa para se morar e melhor ainda para ganhar dinheiro. Então, o acréscimo de uma hora no atendimento bancário vai ser bom para a cidade, a cidade vai crescer e se desenvolver ainda mais. Paulista possui aproximadamente 21 mil empresas, e essa hora extra tende a facilitar o deslocamento financeiro após o fechamento dos caixas dessas empresas”, concluiu o secretário.

Representando a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do Paulista e o Norte Shopping do Janga, a empresária Valéria Tenório destacou a importância desta medida para o comércio da cidade. “Eu acredito que isso irá aumentar o fluxo de vendas do nosso comércio, e uma hora a mais é muito importante pois quando uma agência bancária fecha as 15h, as pessoas vão embora para outro município, pois muitas vezes não dá para resolver suas coisas, e quem perde com isso é Paulista, pois uma vez que o cliente segue para outra cidade, a tendência é de que ele consuma por lá mesmo”, frisou a empresária.

A partir desta Audiência Pública, um abaixo-assinado será criado e após o recolhimento das assinaturas, o documento será anexado ao requerimento feito na Câmara dos Vereadores, para que seja encaminhado ao Banco Central.

Nenhum comentário