Header Ads

PUBLICIDADE

Secretário de Saúde apresenta relatório de gestão na Alepe

Serviços e ações em saúde no Estado contaram com investimento de mais de um bilhão e setecentos milhões de reais entre maio e agosto deste ano. O dinheiro do SUS representou 30% desse total. 15.24% da Receita Corrente Líquida de Pernambuco foi destinado à saúde, índice que supera o piso constitucional, de 12%.  Os dados foram apresentados pelo secretário estadual da pasta, André Longo, nesta quinta, durante a prestação de contas do segundo quadrimestre de 2019. 

Nos oito primeiros meses deste ano, os investimentos cresceram 10% no comparativo com o mesmo período do ano passado. Um esforço, na avaliação do gestor, para compensar o crescente corte de recursos federais. “Quando a gente faz um comparativo do investimento dos últimos anos, a gente percebe que o Tesouro Estadual aumentou 42% enquanto os recursos federais não chegaram a 6%, mostrando que Pernambuco tem precisado de um esforço maior para dar conta da assistência à saúde de sua população, principalmente na Rede Estadual de Saúde, que é a Rede que mais faz alta e média complexidade no Estado”.

Para custear o funcionamento de serviços com inauguração prevista para 2020, como as Upas Especialidades de Goiana, na Região Metropolitana, Palmares, Escada e Carpina (as três na Zona da Mata), e o Hospital do Sertão, em Serra Talhada,  no Sertão do Pajeú, André Longo afirmou que espera o apoio de emendas parlamentares. 

Presidente da Comissão de Saúde da Alepe, a deputada Roberta Arraes, do PP, defendeu o diálogo como forma de tentar trazer mais recursos para o Estado. “Fazer saúde não é fácil, principalmente no momento tão difícil que a gente vem passando no nosso país. Mais de 200 mil pessoas, falando do estado de Pernambuco, perderam seus planos de saúde. Então isso a gente precisa fazer uma discussão mais ampla. Saúde faz com amplitude, com debate, com discussão, com diálogo, criando as nossas pontes”. 

A ampliação da emergência do Hospital Getúlio Vargas, no Recife, e a nomeação de 580 novos profissionais concursados também foram ações destacadas no relatório da saúde.

Nenhum comentário