Papangus dominam as ruas de Bezerros no domingo de Carnaval

foto da noticia
No domingo de Carnaval (dia 10), é difícil encontrar alguém que mostre o verdadeiro rosto na cidade de Bezerros, a 100 km do Recife. Todos estão mascarados, esbanjando a alegria e o colorido dos Papangus.
Originalmente, os papangus eram figuras temidas que vestiam túnica de tecido escuro e tinham a cabeça e o rosto cobertos por um capuz com três buracos para a boca e os olhos. Eles acompanhavam as procissões religiosas dando chicotadas em quem ousasse atrapalhar o cortejo. Por serem associados a figuras de morte e tortura, foram banidos pela Igreja Católica.

Conta a história que, na mesma época, uma brincadeira surgiu entre familiares dos senhores de engenho. Eles saiam mascarados e mal vestidos para visitar amigos nas festas de entrudo – manifestações de carnaval do século XIX. Já no século XX, na década de 30, surgiu a tradição dos blocos. A partir dos anos 1960, os papangus ficaram mais numerosos e passaram a usar fantasias coloridas e máscaras bem trabalhadas, sendo elaboradas por artistas plásticos.

Hoje, os papangus são foliões que dão o tom da alegria do Carnaval bezerrense, um dos maiores carnavais temáticos do Brasil. São palhaços, pierrôs, colombinas, bruxos, todos brincando em paz, em um ambiente bem familiar. A brincadeira é levada tão a sério que os foliões procuram fazer suas fantasias em segredo, para não serem desmascarados antes da festa. No comércio local é possível comprar a fantasia pronta, mas a parte mais gostosa, que é o segredo, fica perdida.

As ruas lotadas confirmam a procura crescente pelo município nos últimos anos. Com cerca de sessenta mil habitantes, a população de Bezerros triplica durante o Carnaval, o que movimenta a economia de diversos municípios vizinhos, como Gravatá, Pombos e Sairé. Além disso, em Bezerros a cultura do papangu é vivida durante o ano todo, através das oficinas de máscaras, da culinária desenvolvida com variados pratos feitos com angu e de oficinas de dança e música de carnaval.

Antes de começar a folia, os moradores distribuem angu, prato típico da culinária nordestina preparado com fubá, para os brincantes, para que eles tenham energia de sobra para curtir o melhor carnaval do mundo.
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.