Prefeitura do Recife inicia obra de galpão às margens do Canal do Arruda

Prefeitura inicia obra de galpão às margens do Canal do Arruda (Foto: Andréa Rêgo Barros / PCR)
Prefeitura inicia obra de galpão às margens do Canal do Arruda (Foto: Andréa Rêgo Barros / PCR)

As famílias que vivem da reciclagem de lixo no entorno do Canal do Arruda, Zona Norte do Recife, vão ganhar uma “ferramenta” importante para auxiliar no seu trabalho. O prefeito Geraldo Julio iniciou nesta quarta-feira (20) a construção de um galpão de triagem de resíduos recicláveis no bairro. Orçado em pouco mais de R$ 1 milhão, o equipamento será disponibilizado a cerca de 100 famílias de catadores. A Empresa de Urbanização do Recife (URB) ficará responsável pela execução da obra.
“São mais de 70 mil pessoas que moram no entorno desse canal. Com a construção do galpão, os catadores vão ter condições de trabalhar de maneira organizada, com assistência da Secretaria de Saúde, por exemplo, e com dignidade para que possam conquistar a sua renda”, disse Geraldo, depois de lembrar que o equipamento é mais um compromisso apresentado no seu programa de governo.
Foto: Andréa Rêgo Barros / PCR
Foto: Andréa Rêgo Barros / PCR

Em um terreno de 2.246 metros quadrados localizado na Rua José dos Anjos, o galpão vai contemplar a construção de áreas para triagem, armazenagem e expedição, além de banheiros, vestiários e escritório. No total, o projeto prevê 959,7 metros quadrados de área construída. Além disso, o equipamento contemplará a aquisição de dois veículos hidráulicos para locomoção dos materiais e um elevador. O uso do galpão também visa evitar que moradores e catadores despejem seu lixo no canal.
Geraldo Julio assina ordem de serviço para construção do galpão (Foto: Andréa Rêgo Barros / PCR)
Geraldo Julio assina ordem de serviço para construção do galpão (Foto: Andréa Rêgo Barros / PCR)

Depois de assinar a Ordem de Serviço, o secretário Nilton Mota explicou que para garantir a produção no local, também serão adquiridos uma balança mecânica para 500 quilos, duas prensas eletrohidráulicas de 25 toneladas de força com capacidade de 200 litros para alumínio, plástico, papelão e PET, entre outros materiais. “A empresa responsável pela obra (Dias Engenharia) ficou de antecipar a entrega do galpão em 60 dias. Com isso, vamos ter tudo isso funcionando em apenas seis meses”, disse.
Quando estiver em pleno funcionamento, o galpão vai abrigar 100 catadores, que serão previamente cadastrados pela Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb). Além de se tornarem membros da cooperativa responsável pela administração do espaço, os trabalhadores vão ser capacitados por técnicos da Emlurb, para o uso adequado do equipamento.
Terreno onde será construído o galpão (Foto: Andréa Rêgo Barros / PCR)
Terreno onde será construído o galpão (Foto: Andréa Rêgo Barros / PCR)

Luciano Marinho, 40, é catador de lixo da região há 10 anos. Para ele, a iniciativa vai servir como suporte para garantir a sua renda diária. “Muitas vezes não temos nem o que comer, porque estamos à mercê das ruas. Com certeza, vou me sentir mais seguro com o Galpão”, disse Luciano que trabalha para sustentar sete pessoas na sua casa.
CARA NOVA – A construção do galpão de reciclagem soma-se à limpeza do Canal do Arruda que foi iniciada ainda em janeiro. O próximo passo será a urbanização do local. A Prefeitura do Recife vai construir praças sobre o curso d’água, além de uma ciclovia às suas margens. O início dessas obras deve se dar em abril. “Essa obra vai gerar oportunidades de renda, de trabalho e, principalmente, de cidadania para os moradores do entorno”, explicou Nilton Mota.

Durante o ato de hoje, Geraldo anunciou que também irá construir um pontilhão sobre o canal, conectando o Habitacional Palha de Arroz à Academia das Cidades existente ali. Além dessa iniciativa, a implantação de caixas coletoras de lixo no entorno da área e a fiscalização da coleta vão compor o projeto de urbanização.

“Vamos transformar esse canal em uma praça, em uma área de convivência, em um grande parque, porque nesses locais ninguém quer jogar ligo. Essa é a segunda etapa das inúmeras ações que faremos. Vamos voltar aqui muitas vezes”, garantiu o prefeito.
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.